SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!

SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!
Enquanto Houver Razões Eu Não Vou Desistir

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Presidenta destaca conquistas do país na pauta LGBT em abertura da Conferência Nacional dos Direitos Humanos

27/04/2016
Na abertura da 12ª Conferência Nacional de Direitos Humanos, realizada na tarde desta quarta-feira (27), a presidenta Dilma Rousseff falou sobre os avanços da temática LGBT e ressaltou abertura do governo federal para discutir as deliberações da 3ª Conferência de Políticas Públicas de Direitos Humanos de LGBT. “Nosso país avançou ao reconhecer os direitos civis de casais do mesmo sexo, ao implantar a política nacional de saúde LGBT, e ao redefinir e ampliar o processo transexualizador do SUS. Nós lutamos contra o preconceito e a violência que se abate sobre a população LGBT” afirmou a presidenta.  
A violência foi o tema mais discutido durante dos dias de Conferência. O número de assassinatos de transexuais ainda é alto no país, além da não aceitação, que é um problema no mercado de trabalho. Segundo Dilma, o país tem avançado para a implementação da Política Nacional LGBT. “O meu governo vai estar aberto para construir políticas de enfrentamento contra a homofobia e também o acesso de trans ao SUS, à saúde, que é muito importante”, diz.  
Luta continua 
Para a transexual João Maria, a Conferência serviu para avançar sem medo na luta a favor dos direitos. “Dilma é uma mulher que sempre batalhou e resistiu. A presença dela é a amostra que devemos sim continuar a nossa luta”, falou. 
Dilma ainda ressaltou que a Conferência abordou os diversos temas e gerou um ato fraterno. “Aqui há irmãos de luta, que têm a força de lutar por seus direitos e têm a capacidade de se colocarem no lugar do outro com dignidade”, disse. 
Segundo a transexual Melissa Campos, a presença da presidenta Dilma é um sinal de respeito e preocupação com a população LGBT. “Como a presidenta se preocupa com a democracia, é importante a presença dela para que sejamos vistos e ouvidos. Queremos existir, contribuir e respeito como cidadão”, disse. 
A presidenta ainda pediu que a população continue lutando. “Eu vou lutar até o fim para que a democracia seja respeitada. Reivindiquem e continuem lutando”, concluiu.
  Assessoria de Comunicação Social - SDH

quarta-feira, 27 de abril de 2016

X Conferência das Crianças e Adolescentes debate propostas para uma Política Nacional

 X Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente - GT 11
 X Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente - GT Adolescentes

 X Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente - GT Adolescentes

  4ª Conferência Nacional da Pessoa com Deficiência - GT


 3ª Conferência de Políticas Públicas de Direitos Humanos de LGBT,
 3ª Conferência de Políticas Públicas de Direitos Humanos de LGBT,

 3ª Conferência de Políticas Públicas de Direitos Humanos de LGBT,

 4ª Conferência Nacional da Pessoa com Deficiência - GT
 4ª Conferência Nacional da Pessoa com Deficiência - GT
 4ª Conferência da Pessoa IDOSA - GT (Grupo de Trabalho)
 Amiga do RN - Grupo de Trabalho - Idoso

 4ª Conferência da Pessoa IDOSA - GT (Grupo de Trabalho)


 4ª Conferência Nacional da IDOSA - GT (Grupo de Trabalho)

 GT 11 - CNDCA
 Grupo de Trabalho - GT 11 - CNDCA - EDUARDO VASCONCELOS

 Hora do almoço - 26/04

 Eduardo Vasconcelos na Defesa da Criança e do Adolescente
 Momento Cultural

EDUARDO VASCONCELOS - DELEGADO - GT 11 - CNDCA

 Movimento LGTB



26/04/2016

Durante a manhã dessa terça-feira (26) os 1400 participantes da 10ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CNDCA) se dividiram em onze Plenárias Temáticas, seis para delegados adultos, quatro para adolescentes e um grupo de trabalho de crianças.
Carolina Diniz, do G38 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), explica que houve uma preocupação de garantir plenárias construídas pelos próprios adolescentes. “A gente não queria uma conferência nem toda mista, onde adolescentes não teriam garantido o espaço de fala, e nem toda separada. O diálogo com os adultos também é importante”, explica.
Os grupos de adultos debateram seis eixos temáticos, que tem como objetivo o fortalecimento dos conselhos de direitos, a construção e implementação do Plano Decenal, assim como a elaboração de diretrizes para uma política nacional dos direitos da criança e do adolescente.
Cada uma das plenárias do segmento adulto vai escolher até 50% das propostas do Caderno de Propostas e debater as ações relativas à construção e implementação da Política Nacional dos DCA.
Adolescentes
Os quatro grupos de adolescentes discutiram a participação de meninas e meninos nos espaços políticos e a representação e diversidade na composição dos conselhos de direitos. Um terceiro grupo debateu a construção e implementação da Política Nacional da Criança e do Adolescente.
Carolina, do G38, explica que a demanda por essa metodologia própria surgiu dos adolescentes. “A gente pensou que o diálogo entre adolescentes e entre crianças fica facilitado, porque compartilhamos linguagens e experiências”, disse. Os adolescentes da equipe de organização pensaram elaborar místicas e dinâmicas para que o grupo se sinta confortável. Uma delas é a mandala, quando cada adolescente compartilha sua luta e perspectiva, dando sentido de “união e empoderamento”.
A delegada Débora de Freitas Cabral, 17, de Fortaleza (CE), conta que em espaços de atuação política “os adultos não dão vez para adolescentes, que não conseguem falar”. “Aqui a gente dá nossa opinião, compartilha emoções, sentimentos e experiências”, comenta.
A sistematização das propostas que saíram dessas plenárias foi feita por 24 delegados e delegadas dos próprios grupos, acompanhados de educadores e representantes do G38. Eles se reuniram em uma sala com cartolinas, pincéis, tinta, tesoura e lápis de cor para realizar uma sistematização lúdica.
Plenárias dos Eixos
Durante a tarde, os grupos de adolescentes e adultos vão se reunir para as três plenárias de eixos, que irão discutir: Reforma Política dos Conselhos de DCA; Construção e implementação do Plano Decenal; e Política Nacional dos DCA.
Cada plenária de eixo vai escolher até 70% das propostas debatidas, vindas das Plenárias Temáticas. Elas serão apresentadas amanhã (17) na Plenária Final e, referendadas, farão parte do produto final da 10ª Conferência Nacional DCA.
Conheça os temas das plenárias temáticas dos adultos: reconhecimento das deliberações dos conselhos; participação de crianças e adolescentes nos espaços de mobilização, formulação, deliberação e acompanhamento das políticas públicas; representatividade e diversidade na composição dos conselhos; garantia de autonomia administrativa e financeira dos conselhos; estratégias para construção do Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes; estratégia de implementação do Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes.
Assessoria de Comunicação Social
Fotos: Eduardo Vasconcelos

terça-feira, 26 de abril de 2016

NOVA CRUZ/RN: ARTICULADOR/DELEGADO A X CONFERÊNCIA NACIONAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CHEGA A BRASÍLIA E JÁ ENTRA NA LUTA

Secretário Nacional dos Direitos da Criança e do Adoelscente e Eduardo Vasconcelos - Delegado/Articulador do Selo UNICEF 
 Um registro a parte
 Articulador, Eduardo Vasconcelos ao lado dos adolescentes do Estado de Roraima-RO: Da esquerda p/ direita: Denise, Matheus, Vitória, Eduardo e Téo.
 Denise, Matheus e Vitória - Roraima - RO
 Um registro após o café da manhã de hoje (26)
 Em Recife aguardando o Voo Rumo a Conferência
 Já em voo na Avianca rumo a Conferência


 Hoje (26) reforçando e renovando as energias rumo a Conferência
Ontem (25) tivemos a seguinte programação: 

Segunda-feira, 25 de abril de 2016


8h30: Acolhimento 9h: Abertura e Orientações Gerais Sobre a X CNDCA 
9h: Mesa 1: A Democracia, os Direitos Humanos e as Crianças e Adolescentes
12h: Almoço (CICB) 
14h: Mesa 2: A Participação enquanto direito humano de crianças e adolescentes
16h: Mesa 3: Os 25 anos do ECA na Perspectiva de Consolidação da Política Nacional da Criança e do Adolescente ]
19h: Jantar (CICB).

Lembrando que essa semana de 24 a 7/04 está sendo realizadas 04 (quatro) Conferências Conjuntas: Direitos da Criança e do Adolescente; do Idoso; do Movimento LGTB e a Conferência da Pessoa com Deficiência. E amanhã (27), inicia a XII Conferência Nacional dos Direitos Humanos, indo até dia 29/04.

Ministra Nilma e secretário Sottili destacam idosos como sujeitos de direitos durante conferência

“O Brasil vem reconhecendo os idosos como sujeitos de direitos e esse momento vem para fortalecer essa pauta", enfatizou a ministra das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos, Nilma Lino Gomes, na tarde desta segunda-feira (25), durante a 4ª Conferência dos Direitos da Pessoa Idosa.
Acompanhada do secretário especial de Direitos Humanos, Rogério Sottili, a ministra destacou a importância do segmento na luta pela conquista de direitos. “A tradição africana valoriza as pessoas mais velhas, que são consideradas fontes de sabedoria. E se hoje temos um novo olhar sobre a questão dos idosos é graças a vocês, que abriram os olhos do Estado para as mudanças necessárias”, afirmou Nilma Lino Gomes para o público formado por mais de 750 pessoas, entre delegados, observadores e convidados.
A Conferência dos Direitos da Pessoa Idosa é uma das quatro temáticas integrantes das Conferências Conjuntas de Direitos Humanos, que abordam ainda os direitos de LGBT, crianças e adolescentes e pessoas com deficiência.
Durante a Conferência da Pessoa Idosa, o secretário reiterou a importância de debater diversos temas de direitos humanos de forma conjunta. "Nós temos que olhar os direitos humanos como direitos indivisíveis, universais. Essas conferências simultâneas, de pessoas com deficiência, crianças e adolescentes, idosos e LGBT é uma oportunidade histórica de trocar experiências de forma integrada. Neste evento, reunimos pessoas de todas as gerações, raças e de todos os cantos do país”, disse Sottili, que completou: “Aprendo a cada dia com vocês como fazer política pública com qualidade e participação social. Vamos construir junto as políticas públicas que reconheçam a pessoa idosa como sujeito de direitos".
Participação da ministra
No período da manhã, a ministra também participou das conferências da Criança e Adolescente, da Pessoa com Deficiência e de Políticas Públicas de LGBT, conversando diretamente com os participantes. No âmbito da 4ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Nilma Lino Gomes saudou os membros da sociedade civil organizada: “Estamos trabalhando para que esta conferência possa expressar nosso compromisso com todos vocês. O objetivo é proporcionar um espaço livre para debater e aprimorar o debate sobre os direitos humanos”, afirmou.
HOJE (26) - PROGRAMAÇÃO
Terça-feira, 26 de abril de 2016 
8h30: Plenárias Temáticas 
12h: Almoço (CICB) 
14h: Plenárias de Eixos 
19h: Jantar (CICB)
Apesar das dificuldades do Articulador e Delegado Titular (eleito representando a Sociedade Civil - Nova Cruz), Eduardo Vasconcelos, após não conseguir suas passagens após recorrer a justiça (iria ficar de fora injustamente) por uma decisão antidemocrática do CONSEC, o mesmo já começa a se articular com outros estados para somar força e aprovar propostas em prol das crianças e dos adolescentes, além também das propostas vinculados como um todo aos Direitos Humanos. Garantiu, Eduardo Vasconcelos.

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Nova Cruz é um dos poucos municípios do RN com saldo positivo na geração de empregos em março, aponta Caged

A pesquisa traz ainda o saldo de desligamentos de 2.383 trabalhadores formais no Estado.
O Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta sexta-feira (22) pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social apontou a queda de 118.776 empregos com carteira assinada no Brasil em março. O saldo é resultado de 1.374.485 admissões e 1.493.261 desligamentos.
No Rio Grande do Norte os postos de empregos tiveram uma queda de -0.55%. Foram admitidos 11.947 e dispensados 14.330 trabalhadores formais de seus postos de trabalho. A pesquisa traz ainda o saldo de desligamentos de 2.383 trabalhadores formais no Estado. 
Apenas cinco cidades potiguares não tiveram saldo negativo. Assu, com saldo positivo de 95 empregos, Currais Novos, com 85, Nova Cruz, com 66, João Câmara, com 16, e Touros, com 8 admissões a mais do que desligamentos.
Veja abaixo o ranking da geração de empregos no RN em março:
 Por Nova Cruz Oficial

Lava-Jato está no caminho de Temer à Presidência

temerIP
Michel Temer na mira da Lava-Jato
O vice-presidente Michel Temer (PMDB), que já está se preparando para assumir o lugar da presidente Dilma Rousseff (PT) caso o impeachment seja aprovado pelo Senado, tem a Lava-Jato em seu caminho. O nome dele apareceu pelo menos quatro vezes nas investigações sobre corrupção desde o início da operação, em março de 2014.
Temer foi citado por dois delatores: o senador Delcídio Amaral (sem partido-MS) e o lobista Júlio Camargo, o mesmo que confessou pagamento de propina de US$ 5 milhões para o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ)
Fonte: Robson Pires