SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!

SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!
Enquanto Houver Razões Eu Não Vou Desistir

quinta-feira, 24 de julho de 2014

NOVA CRUZ-RN: SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL PROMOVEU ONTEM, 23 OFICINA DE INTEGRAÇÃO ENTRE FAMÍLIAS DO SCFV - SEMEAR

Secretária da SMAS, Márcia Valéria dando as boas vindas aos participantes e falando da importância do tema que será abordado na oficina que é o Trabalho Infantil
A técnica Juliane Borges do CRAS Centro falando do tema
Participação de várias crianças e mães

Peça teatral- Trabalho Infantil

Crianças e mães atentas/os a peça teatral Trabalho Infantil

Momento da peça - trabalho infantil
Ontem, 23 pela manhã a Secretaria Municipal de Assistência Social - SMAS, promoveu no CCI - Centro dos Idosos, através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - SEMEAR Oficina de Integração Entre Famílias do SCFV/SEMEAR.  Cujo tema foi a Conscientização de Combate ao Trabalho Infantil.

Acolher bem as famílias no espaço, sensibilizá-las sobre o tema foi o principal objetivo.

Foi promovido uma encenação teatral pela equipe do SEMEAR sobre a realidade do trabalho infantil; Participação dos técnicos do SEMEAR - Juliane Borges na encenação e reflexão do objetivo da pequena demostração; participação também do técnico do CREAS, Bernardo Sena que fez uma explanação breve sobre os serviços desenvolvidos no CREAS e também debateu sobre o tema do trabalho infantil com as famílias presentes.

Também foi demostrado um vídeo (depoimento de Gedeão Andrade dos Santos) para instigar o pensamento sobre o tema e conversar com as famílias sobre o que elas acham do trabalho infantil; se julgam como algo bom/ruim, certo/errado, em seguida foi iniciado um debate com as mesmas. A equipe também passou um outro vídeo que mostrou os impactos causados pelo trabalho infantil na vida das crianças e adolescentes e na sociedade em geral.  Depois foi feito uma parada para o lanche.

Reiniciado os trabalhos foi confeccionado um Catavento com as famílias - Simbolo do DIA MUNDIAL CONTRA O TRABALHO INFANTIL, criado no Brasil, adotado pela OIT no mundo todo.  O catavento colorido simboliza o respeito à criança e à diversidade de raça e de gênero.  Suas cinco pontas representam todos os continentes.  ao girar, elas inspiram a mobilização, a geração de energia capaz de mudar a situação de milhões de crianças exploradas como mão-de-obra em todo o mundo.  Este símbolo srá utilizado em todas as mobilizações do 12 de junho - DIA MUNDIAL CONTRA O TRABALHO INFANTIL.

As mães elogiaram o evento, que inclusive estavam acompanhadas de seus filhos.

Belo trabalho da SMAS.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Dilma tem 38% das intenções, Aécio 22% e Campos, 8%, aponta Ibope

Levantamento mostra vitória de Dilma contra os dois adversários no segundo turno.

Agência Brasil, 
selo-eleicao
Pesquisa do Ibope, encomendada pela Rede Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo, mostra a candidata Dilma Rousseff (PT) com 38% das intenções de voto. Em seguida, aparecem o candidato Aécio Neves (PSDB), com 22%; e Eduardo Campos (PSB), com 8%.

O nível de confiança da pesquisa é 95%, com margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O candidato Pastor Everaldo (PSC) aparece com 3%. Eduardo Jorge (PV), Zé Maria (PSTU), Luciana Genro (PSOL) tiveram 1%, cada um. Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) têm juntos 1%. Votos brancos e nulos somam 16% e não responderam ou não sabem, 9%.

O Ibope também fez simulações de segundo turno. Na possível disputa entre Dilma Rousseff e Aécio Neves, a candidata petista aparece com 41% das intenções de voto e o tucano aparece com 33%. Brancos e nulos somam 18%. Não souberam ou não responderam, 8%. Na simulação entre Dilma e Eduardo Campos, a candidata do PT aparece com 41% das intenções de voto e Campos com 29%. Brancos e nulos, 20%. Não souberam ou não responderam, 10%.

O instituto também divulgou avaliação do governo. Os que avaliaram o governo como ótimo ou bom somaram 31% em julho; o mesmo percentual em junho; eram 35%, em maio; e 34%, em abril. Aqueles que avaliaram como regular somaram 36% em julho, 33% em junho, o mesmo percentual em maio e 30% em abril. Aqueles que avaliaram como ruim ou péssimo foram 33% em julho, junho e maio e eram 30% em abril.

Não souberam ou não responderam responderam por 1% em julho e junho e 2% em maio e abril. O instituto ouviu 2.002 pessoas entre sexta-feira (18) e ontem (22). A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-00235/2014.

Fonte: Nominuto.com

ELEIÇÕES 2014: Patrimônio de deputados estaduais do RS dobra em quatro anos

Por Cleidi Pereira e Eduardo Nunes -Foto: Marcelo Bertani / AL





Dos atuais 55 parlamentares, 46 tentarão a reeleição e sete disputarão outros cargos públicos em outubro.

O patrimônio dos 53 deputados estaduais do RS que concorrerão a algum cargo público nestas eleições dobrou nos últimos quatro anos. Juntos, estes parlamentares declararam à Justiça Eleitoral, em 2010, R$ 26,3 milhões em bens — valor que saltou para R$ 53,6 milhões neste ano, um aumento de 103,5% (veja os números de cada candidato no final desta matéria). A inflação acumulada no mesmo período foi de 26,7%, de acordo com o IPCA, considerado o índice oficial de preços.
Na comparação dos valores declarados em 2010 e em 2014, o deputado Paulo Borges (DEM) foi o que teve a maior variação percentual: 952,2%, passando de R$ 70,6 mil para 742,6 mil. O parlamentar mais afortunado e que teve o incremento mais expressivo em valores absolutos é Paulo Odone (PPS), cujo patrimônio saltou de R$ 1,8 milhão para R$ 8,7 milhões — uma alta de 377,6% no período. 

Leia também:


Procurado pela reportagem, Odone afirmou que o aumento no montante dos bens é resultado, principalmente, do recebimento de uma herança, uma fazenda de mais de mil hectares no município de Itacurubi, no valor de R$ 6,4 milhões. O deputado, que também possui terras em Barra do Ribeiro, disse que os demais rendimentos são fruto da sua atividade rural. Já a assessoria do deputado Paulo Borges informou que o democrata financiou uma casa e um veículo de maior valor neste período.
Patrimônios dariam um salto se fosse usado o valor de mercado
Em valores de mercado, o tamanho real de alguns patrimônios pode ser ainda maior do que o que consta nas declarações. Como o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não dispõe de uma norma específica para a declaração de bens, os candidatos informam o preço da aquisição, sem levar em conta, no caso de imóveis, a valorização de mercado (o mesmo critério adotado pela Receita no Imposto de Renda).
Por exemplo, se um candidato comprou há 15 anos um apartamento por R$ 100 mil, o imóvel constará na declaração em 2014 com valor de R$ 100 mil, embora o bem tenha tido uma valorização considerável no período. Isso faz com que os imóveis adquiridos mais recentemente apareçam nas declarações com valores superiores aos mais antigos. Segundo levantamento do Secovi-RS, só nos últimos cinco anos o preço dos imóveis em Porto Alegre teve um aumento médio de 85,59%.
Os dados sobre os bens dos candidatos, que podem ser consultados através do Sistema de Divulgação de Candidaturas (DivulgaCand) do TSE, também mostram que o plenário da Assembleia possui hoje 17 milionários. Com subsídio mensal de R$ 20.042,34, sem incluir benefícios como a "ajuda de custo" (duas parcelas no valor do subsídio mensal, uma no início outra no final do mandato), um deputado estadual recebe pouco mais de R$ 962 mil em quatro anos.
Para o cientista político Humberto Dantas, além da remuneração fora dos padrões brasileiros, o enriquecimento de muitos parlamentares pode ser explicado pelo fato de não haver restrição para o exercício de atividades paralelas.
— Um deputado é um agente público contratado pelo voto, e isso significa que ele tem que prestar contas à sociedade. Então, o eleitor tem que fiscalizar, tem que duvidar, mas com cuidado.
O combate às fraudes em declarações depende da vigilância do cidadão, pois os dados são preenchidos pelos próprios partidos e não passam por qualquer fiscalização do TSE. Para que haja investigação de casos de bens não declarados ou valores imprecisos, é preciso o registro de denúncia ao Ministério Público. Um outro entrave à transparência é a ausência de padrão no preenchimento dos bens publicados no sistema Divulgacand. No caso dos imóveis, por exemplo, algumas declarações não dizem o tipo de imóvel declarado, apenas o endereço, outras apresentam endereço incompleto. Imprecisões também são encontradas em outros itens das declarações.
COMO FISCALIZAR
1) Acesse o site do TSE: www.tse.jus.br
2) Na barra superior de links, clique em Eleições
3) Clique em Eleições 2014
4) Nas opções que aparecem no centro da página, clique em DivulgaCand 2014
5) Na próxima página, clique novamente em DivulgaCand 2014
6) No mapa que aparece, clique no mapa do Estado que deseja consultar
7) No menu Cargo, escolha o que deseja pesquisar
8) Ao selecionar o cargo, aparecerá uma lista de candidatos. À direita há um campo de busca para facilitar a sua pesquisa.
9) Ao encontrar na lista a candidatura que deseja consultar, clique no nome do candidato para visualizar os dados e a declaração de bens.
Fonte: Zero Hora

ESTADO DE SAÚDE DE ARIANO SUASSUNA SE AGRAVA

Estado de saúde de Ariano Suassuna se agrava Julio Cavalheiro/Agencia RBS
Suassuna sofreu AVC hemorrágico, passou por cirurgia e está em coma na UTI
Foto: Julio Cavalheiro / Agencia RBS

O escritor Ariano Suassuna segue internado na UTI do Real Hospital Português, em Recife (PE), após sofrer um AVC na noite da última segunda-feira. De acordo com boletim médico divulgado às 20h desta terça-feira, Suassuna está em coma e respira com ajuda de aparelhos. Houve um agravamento do quadro clínico e a situação é instável, com queda da pressão arterial e pressão intracraniana muito elevada. 


Suassuna já esteve internado no mesmo hospital no ano passado. Em 21 de agosto, ele sofreu um infarto agudo do miocárdio e foi submetido a um cateterismo. Após ficar seis dias internado, o dramaturgo teve alta, mas voltou à UTI do hospital dois dias depois, no dia 29, vítima de um aneurisma cerebral. Submetido a uma arteriografia cerebral, ele recebeu alta no dia 4 de setembro. 

O escritor

Ariano Vilar Suassuna nasceu em Nossa Senhora das Neves, hoje João Pessoa (PB), em 16 de junho de 1927, filho de Cássia Villar e João Suassuna. Ele é o sexto ocupante da Cadeira nº 32 da Academia Brasileira de Letras, eleito em 3 de agosto de 1989, na sucessão de Genolino Amado e recebido em 9 de agosto de 1990 pelo acadêmico Marcos Vinicios Vilaça. 

Entre suas obras, destacam-se a peça Auto da Compadecida (1955), que o projetou no cenário nacional e já foi adaptada para a televisão e o cinema, e O Romance d'A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta (1971), que também foi adaptado para TV, na microssérie A Pedra do Reino (2007), da TV Globo.

Suassuna fundou, em 1959, o Teatro Popular do Nordeste, e foi membro fundador do Conselho Federal de Cultura, em 1967. O paraibano também foi Secretário de Cultura do Estado de Pernambuco, no governo de Miguel Arraes (1994-1998), e da Assessoria Especial do Governo de Pernambuco, durante o mandato do atual candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, cargo que deixou em abril deste ano.

Fonte: Zero Hora

NOVA CRUZ-RN: II REUNIÃO DA COMISSÃO INTERSETORIAL DO SELO UNICEF GARANTIU A ESTRUTURA DO I FÓRUM COMUNITÁRIO






Hoje, 22 pela manha a Comissão Intersetorial do Selo Unicef 2013/2016 reuniu-se para discutir a estrutura do I Fórum Comunitário, que será realizado dia 06 de agosto no Centro Pastoral do Catolé.  As secretarias de educação, saúde, assistência social e juventude dividiram as responsabilidades estruturais do evento.  Agora é sentar para ver a lista dos convidados e mobilização da sociedade para prestigiarem o evento.  A participação dos adolescentes será de fundamental importância, para isso o recém criado NUCA - Núcleo de Participação de Adolescentes fará um trabalho nas escolas mobilizando e divulgando o evento e garantir uma boa parcela dessa juventude no fórum.

Para Eduardo Vasconcelos, articulador do selo estar otimista nessa mobilização e o I Fórum após o debate irá elaborar um Plano Municipal de Ação para a Proteção Integral das Crianças e Adolescentes democrático, que garanta as ações em prol das crianças e dos adolescentes eficazes, diminuindo assim as desigualdades entre os nossos jovens.  Garantindo também políticas públicas em todas as áreas como saúde, educação, cultura, lazer, esporte e inclusão.  Vai ser histórico, conclui, Eduardo.

Próxima reunião será dia 25 ás 10 horas na Sala de Reuniões da Secretaria Municipal de Educação - SME, onde os membros da comissão irão discutir as formas de convites para participação da sociedade e em especial os jovens.  Convidarão autoridades judiciais, os poderes executivo e legislativo, além de boa parte do adolescentes.

As secretárias Valéria Arruda Câmara - Educação; Márcia Valéria - Assistência Social e Ana Caroline (representando a secretária Rita de Cássia - Sáude), além de conselheiros tutelares, CMDCA, NUCA e membros da Comissão Intersetorial participarão da reunião.

terça-feira, 22 de julho de 2014

NOVA CRUZ-RN: II REUNIÃO DA COMISSÃO INTERSETORIAL DO SELO UNICEF GARANTIU A ESTRUTURA DO I FÓRUM COMUNITÁRIO






Hoje, 22 pela manha a Comissão Intersetorial do Selo Unicef 2013/2016 reuniu-se para discutir a estrutura do I Fórum Comunitário, que será realizado dia 06 de agosto no Centro Pastoral do Catolé.  As secretarias de educação, saúde, assistência social e juventude dividiram as responsabilidades estruturais do evento.  Agora é sentar para ver a lista dos convidados e mobilização da sociedade para prestigiarem o evento.  A participação dos adolescentes será de fundamental importância, para isso o recém criado NUCA - Núcleo de Participação de Adolescentes fará um trabalho nas escolas mobilizando e divulgando o evento e garantir uma boa parcela dessa juventude no fórum.

Para Eduardo Vasconcelos, articulador do selo estar otimista nessa mobilização e o I Fórum após o debate irá elaborar um Plano Municipal de Ação para a Proteção Integral das Crianças e Adolescentes democrático, que garanta as ações em prol das crianças e dos adolescentes eficazes, diminuindo assim as desigualdades entre os nossos jovens.  Garantindo também políticas públicas em todas as áreas como saúde, educação, cultura, lazer, esporte e inclusão.  Vai ser histórico, conclui, Eduardo.

Próxima reunião será dia 25 ás 10 horas na Sala de Reuniões da Secretaria Municipal de Educação - SME, onde os membros da comissão irão discutir as formas de convites para participação da sociedade e em especial os jovens.  Convidarão autoridades judiciais, os poderes executivo e legislativo, além de boa parte do adolescentes.

As secretárias Valéria Arruda Câmara - Educação; Márcia Valéria - Assistência Social e Ana Caroline (representando a secretária Rita de Cássia - Sáude), além de conselheiros tutelares, CMDCA, NUCA e membros da Comissão Intersetorial participarão da reunião.

AIDS: apesar do suposto controle, Brasil registra quase 600 mil casos desde sua descoberta

Cartaz divulgativo


De 2002 a 2007, houve redução, mas número de casos voltou a aumentar

Os números do Ministério da Saúde mostram que o Brasil está perto de registrar o caso número 600 mil de AIDS no país. Desde o primeiro caso, em 1980, até a última atualização (junho/2010), foram contabilizados 592.914 casos de infecção pelo vírus HIV. Destes, 38.538 casos foram notificados em 2009.
A doença aumentou progressivamente no Brasil até 2002, depois chegou a apresentar uma redução gradual até 2007, mas nos últimos anos voltou a crescer. Em 2009, houve aumento de 2,9% em relação ao ano anterior.

O que vem diminuindo significativamente é a transmissão vertical, de mãe para filho. Entre 1980 e 1997, 46% das crianças menores de um ano, filhos de portadores do vírus, eram acometidos pela doença. Em 2009 esse percentual caiu para 18%.
No mundo, casos diminuíram 20%
Desde que foi descoberta, a epidemia já deixou mais de 60 milhões de pessoas infectadas e gerou quase 30 milhões de óbitos relacionados ao HIV pelo globo. Mesmo com uma redução de quase 20% nas novas infecções nos últimos 10 anos, em regiões como a África Subsaariana estima-se que existam 22 milhões de pessoas vivendo com HIV, o que representa 5% do total de habitantes.

Mapa - Pessoas vivendo com HIV em diferentes regiões do mundo - 2009

Fonte: Relatório Global da AIDS, UNAIDS - 2010
1/3 dos infectados recebe coquetel de medicamentos
Aproximadamente 10 milhões de pessoas no mundo precisam de tratamento, mas não têm acesso. Desde 1996, o Brasil distribui gratuitamente o tratamento antirretroviral para todos os que o solicitam. Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 200 mil pessoas recebem regularmente os remédios para tratarem-se da doença. Isto significa US$427.
Fonte: orbis.org.br

A história de Gaza que os israelenses não contam

A história do direito de autodefesa de Israel é a de sempre. Mas como e por que, para início de conversa, há 1,5 milhão de palestinos apertados em Gaza?

Do Carta Maior

Pois bem, na tarde da última sexta-feira o saldo de mortos estava 110 a 0 a favor de Israel. Mas passemos para a história de Gaza que, a esta altura, ninguém vai contar. Trata-se da terra. Os israelenses de Sderot estão recebendo tiros de rojões dos palestinos de Gaza, e agora os palestinos estão sendo bombardeados com bombas de fósforo e bombas de fragmentação pelos israelenses. É. Mas e como e por que, para início de conversa, há, atualmente, um milhão e meio de palestinos apertados naquela estreita Faixa de Gaza?

As famílias deles, sim, viveram ali, não eles, no que hoje há quem chame de Israel. E foram expulsas – e tiveram de fugir para não serem todos mortos – quando foi criado o Estado de Israel.

E – aqui, talvez, melhor respirar fundo antes de ler – o povo que vivia em Sederot, no início de 1948, não era israelense, mas árabe palestino. A vila palestina chamava-se Huj. Nunca foram inimigos de Israel. Dois anos antes de 1948, os árabes de Huj até deram abrigo e esconderam ali terroristas judeus do Haganah, perseguidos pelo exército britânico. Mas, quando o exército israelense voltou a Huj, em 31 de maio de 1948, expulsaram todos os árabes das vilas... para a Faixa de Gaza! Tornaram-se refugiados. David Ben Gurion (primeiro premiê de Israel) chamou a expulsão de “ação injusta e injustificada”. Pior, impossível. Os palestinos de Huj, hoje Sderot, nunca mais puderam voltar à terra deles.

E hoje, bem mais de 6 mil descendentes dos palestinos de Huj – atual Sderot – vivem na miséria de Gaza, entre os “terroristas” que Israel mente que estaria caçando, e os quais continuam a atirar contra o que foi Huj.

A história do direito de autodefesa de Israel é a história de sempre. Hoje, foi repetida e a ouvimos mais uma vez. E se a população de Londres estivesse sendo atacada como o povo de Israel? Não responderia? Ora, sim. Mas não há mais de um milhão de ex-moradores de Londres expulsos de suas casas e metidos em campos de refugiados, logo ali, numas poucas milhas quadradas cercadas, perto de Hastings!

A última vez em que se usou esse falso argumento foi em 2008, quando Israel invadiu Gaza e assassinou pelo menos 1.100 palestinos (1.100 mortos palestinos, 13 mortos israelenses). E se Dublin fosse atacada por foguetes – perguntou então o embaixador israelense? Mas, nos anos 1970, a cidade britânica de Crossmaglen, no norte da Irlanda, estava sendo atacada por foguetes da República da Irlanda – e nem por isso a Real Força Aérea britânica começou a bombardear Dublin em retaliação, matando mulheres e crianças irlandesas.

No Canadá em 2008, apoiadores de Israel repetiram esse argumento fraudulento: e se o povo de Vancouver ou Toronto ou Montreal fosse atacado com foguetes lançados dos subúrbios de suas próprias cidades? Como se sentiriam? Não. Os canadenses nunca expulsaram para campos de refugiados os habitantes originais dos bairros onde hoje vivem.

Passemos então para a Cisjordânia. Primeiro, Benjamin Netanyahu disse que não negociaria com o ‘presidente’ palestino Mahmoud Abbas, porque Abbas não representava também o Hamas. Depois, quando Abbas formou um governo de unidade, Netanyahu disse que não negociaria com Abbas, porque ‘unificara’ seu governo com o “terrorista” Hamas. Agora, está dizendo que só falará com Abbas se romper com o Hamas – quando, então, rompido, Abbas não representará o Hamas...

Enquanto isto, o grande filósofo da esquerda israelense, Uri Avnery – 90 anos e, felizmente, cheio de energia – ataca a mais recente obsessão de seu país: a ameaça de que o ISIS se mova para oeste, lá do seu ‘califato’ iraquiano-sírio, e aporte à margem leste do rio Jordão.

“E Netanyahu disse”, segundo Avnery, que “se não forem detidos por uma guarnição permanente de Israel no local (no rio Jordão), logo mostrarão a cara nos portões de Tel Aviv”. A verdade, claro, é que a força aérea de Israel esmagaria qualquer ‘ISIS’, no momento em que começasse a cruzar a fronteira da Jordânia, vindo do Iraque ou da Síria.

A importância da “guarnição permanente”, contudo, é que se Israel mantém seu exército na Jordânia (para proteger Israel contra o ISIS), um futuro estado “palestino” não terá fronteiras e ficará como enclave dentro de Israel, cercado por território israelense por todos os lados. “Em tudo semelhante aos bantustões sul-africanos” – diz Avnery.

Em outras palavras: nenhum estado “viável” da Palestina jamais existirá. Afinal, o ISIS não é a mesma coisa que o Hamas? É claro que não é.

Mas Mark Regev, porta-voz de Netanyahu, diz que é! Regev disse à Al Jazeera que o Hamas seria uma “organização terrorista extremista não muito diferente do ISIS no Iraque, do Hezbollah no Líbano, do Boko Haram…” Sandices. O Hezbollah é exército xiita que está lutando dentro da Síria contra os terroristas do ISIS. E Boko Haram – a milhares de quilômetros de Israel – não ameaça Tel Aviv.

Vocês entenderam o ‘espírito’ da fala de Regev. Os palestinos de Gaza – e esqueçam as 6 mil famílias palestinas cujas famílias foram expulsas pelos sionistas das terras onde hoje está Sederot – são aliados das dezenas de milhares de islamistas que ameaçam Maliki de Bagdá, Assad de Damasco ou o presidente Goodluck Jonathan em Abuja.

Sim, mas... Se o ISIS está a caminho para tomar a Cisjordânia, por que o governo sionista de Israel continua a construir colônias ali?! Colônias ilegais, em terra árabe, para civis israelenses... na trilha do ISIS?! Como assim?!

Nada do que se vê hoje na Palestina tem a ver com o assassinato de três israelenses na Cisjordânia ocupada, nem com o assassinato de um palestino na Jerusalém Leste ocupada. Tampouco tem algo a ver com a prisão de militantes e políticos do Hamas na Cisjordânia. E nem o que se vê hoje na Palestina tem algo a ver com foguetes. Tudo, ali, sempre, é disputa por terra dos árabes.
_______________


Robert Fisk é jornalista e escritor britânico premiado diversas vezes com textos sobre o Oriente Médio. É um dos poucos repórteres ocidentais que fala árabe fluentemente.

Fonte: Carta Maior

Postado por Douglas Yamagata 

UMA LENDA CULTURAL: Escritor Ariano Suassuna sofre AVC hemorrágico e é operado no Recife

Ariano Suassuna será o personagem tema do 37° desfile do Galo da Madrugada (Foto: Luna Markman/ G1) 
O escritor, poeta e dramaturgo Ariano Suassuna  (Foto: Luna Markman/G1)

O escritor, dramaturgo e poeta paraibano Ariano Suassuna, de 87 anos, foi submetido a um procedimento cirúrgico, na noite desta segunda-feira (21), no Recife. Ele foi internado por volta das 20h, em função de um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico.
Suassuna está internado no Hospital Português. Após a cirurgia, que durou aproximadamente uma hora, ele foi transferido para a UTI neurológica, onde está se recuperando. Segundo a assessoria de imprensa da unidade de saúde, o quadro dele é considerado estável pelos médicos.

No ano passado, Ariano Suassuna foi internado duas vezes. Em 21 de agosto, o autor sentiu-se mal em casa e precisou ser hospitalizado. Os médicos diagnosticaram um infarto agudo do miocárdio de pequenas proporções. Inicialmente, ele foi encaminhado à unidade coronária, e, depois, transferido para um apartamento do hospital. Após seis dias, recebeu alta, com recomendação de muito repouso em casa e nenhuma visita.

Dias depois, Suassuna foi levado ao hospital novamente. Dessa vez, foi detectado um aneurisma cerebral. Após passar por um procedimento chamado arteriografia, capaz de tratar o aneurisma, saiu da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e foi levado para um apartamento do hospital, de onde saiu definitivamente após seis dias de internação, no dia 4 de setembro.

Autor de "O auto da compadecida", entre diversas outras obras, Ariano Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e cresceu no Sertão paraibano. Mudou-se com a família para o Recife em 1942. Sua primeira peça, "Uma mulher vestida de sol", ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno em 1948.

Tem contos e livros adaptados para a televisão e para o cinema. "O auto da compadecida" foi adaptado para a televisão em 1999, por Guel Arraes, enquanto "Romance d'a pedra do reino" e "O príncipe do sangue do vai-e-volta" deu origem à minissérie "A pedra do reino", com direção de Luiz Fernando Carvalho, exibida na Rede Globo em 2007.

Fonte: G1 PE

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Comitê de Dilma cogita ação contra Aécio