SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!

SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!
Enquanto Houver Razões Eu Não Vou Desistir

domingo, 23 de julho de 2017

ENQUANTO A BURGUESIA ESTÁ AQUECIDA EM SUAS MANSÕES, SEU GOVERNO QUER MATAR DE FRIO E FOME OS MORADORES DE RUA!

O prefeito da cidade de São Paulo, João Dória, do PSDB, segue com sua política higienista que significa “limpar” a cidade para que a burguesia não se incomode com a miséria que ela mesmo produz.
O sofrimento dos moradores de rua se ampliou nos últimos dias. Nestes dias em que as temperaturas chegaram a menos de 8֩ graus, a empresa terceirizada de limpeza contratada pela Prefeitura jogou jatos d’agua contra os moradores de rua na madrugada, tomou seus cobertores na manhã, numa ação que escancara o ódio de classe desse governo do Capital que tenta jogar, como se fossem escória, seres humanos que estão nas ruas não por sua escolha, mas pela miséria produzida por essa sociedade de exploração.
Na madrugada de quarta-feira os moradores foram escorraçados da Praça da Sé com os jatos d’agua da empresa terceirizada que presta serviços para a Prefeitura e na noite de quinta-feira a guarda municipal tentou impedir a distribuição de sopa aos moradores de rua feita pela Pastoral do Povo de Rua.
Para o governo da burguesia, os pobres têm que ser exterminados das ruas, padecerem de frio e de fome, enquanto aqueles que se enriquecem às custas da exploração seguem aquecidos e fartos em suas ricas mansões.
O GOVERNO DO PSDB QUER ENTREGAR PARA O CAPITAL TUDO QUE É PÚBLICO E PODE SE TORNAR MERCADORIA RENTÁVEL
Enquanto seres humanos são tratados como lixo a ser removido das ruas de São Paulo, o prefeito segue em suas viagens internacionais tentando vender a cidade. O prefeito do PSDB quer entregar para as empresas privadas todos os espaços públicos que possam se tornar rentáveis para o Capital, e para isso, desde que tomou posse, tem sucateado ainda mais os serviços públicos que atendem diretamente os trabalhadores e seus filhos: corte na entrega de medicamentos, cortes na merenda escolar, cancelamento das ações dirigidas para atendimento específico às mulheres, criminalização dos dependentes químicos que vivem na região central.
Todas essas ações têm por objetivo entregar tudo o que possa ser fonte de lucro ao Capital: do espaço em que vivem aqueles que não tem onde morar para especulação imobiliária, até o serviço de saúde que deixa de ser atendimento à população trabalhadora para ser mercadoria fonte de lucro para burguesia.
O governo do burguês João Dória, que todos os dias, com suas propagandas de “cidade limpa”, vestiu o uniforme dos trabalhadores para atacar os próprios trabalhadores, escancara qual é sua real política de limpeza: limpar das ruas da cidade de São Paulo os seres humanos que nada têm e acabar com o serviços públicos que são utilizados pelos trabalhadores. Esconder os trabalhadores, os pobres, nos grotões para que a burguesia ande pela cidade como se fosse a extensão dos jardins de suas mansões.
Aqueles que dormem ao relento nas noites de São Paulo são seres humanos jogados à deriva por esta sociedade de exploração, e quem está no seu cotidiano sendo atacado pelas políticas desse governo são os trabalhadores.
Nossa luta segue contra o Capital e seus governos que se fartam em seus banquetes sugando o trabalho da classe trabalhadora e jogando centenas de milhares na miséria, nossa luta segue contra essa sociedade de exploração que tenta naturalizar tratar seres humanos como se fossem lixo a ser removido.
Fonte: Intersindical

Nenhum comentário:

Postar um comentário