SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!

SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!
Enquanto Houver Razões Eu Não Vou Desistir

segunda-feira, 28 de março de 2016

Bob Fernandes: Temer busca montar o novo consórcio do velho poder

Em seu comentário, no jornal da TV Gazeta (SP), analista político destaca que muitos dos parlamentares e líderes partidários que atuam pela queda da presidenta Dilma Rousseff são citados em escândalos de corrupção
O jornalista Bob Fernandes diz que a decisão do PMDB de abandonar o governo, que deve ser oficializada nesta terça-feira (29/03), é parte do esforço do vice-presidente Michel Temer de montar “com a oposição novo consórcio do velho poder”.
Para ele, “envolvidos em corrupção presente ou passada tentarão usar o desembarque do presente e embarque no futuro como moeda. Para nos bastidores buscar salvar o pescoço”.
“Há mais de um ano repetimos aqui: os computadores dos empreiteiros não são monotemáticos, obviamente. Não tratavam apenas do “Petrolão” e Petrobras. Guardavam também as relações com atuais e ex- governadores, prefeitos, senadores, ministros etc. Estranhíssimo, ou impossível, seria não existirem Listas suprapartidárias de propinas e corruptos”, afirma.
Fonte: Revista Fórum

Henrique Alves entrega o cargo: o diálogo entre o governo e o PMDB “se exauriu”

Ex-presidente da Câmara diz que deixa o governo em razão do momento nacional que “coloca ao PMDB o desafio de escolher o seu caminho”
O ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves divulgou na noite desta segunda-feira (28/03) o seu pedido de demissão do cargo de ministro do Turismo. Em carta endereçada à presidenta Dilma Rousseff, ele diz que sempre prezou pelo diálogo, mas o “diálogo se exauriu” entre o PMDB e o governo.
Segundo Alves, sua saída não é fruto de uma decisão pessoal. “O momento nacional coloca agora o PMDB, (…) diante do desafio de escolher o seu caminho, sob a presidência do meu companheiro de tantas lutas Michel Temer”, explica.
O ex-ministro diz que a decisão de deixar o governo foi difícil, “mas consciente e coerente. Por fim, ele afirma que espera que a presidenta entenda a sua decisão, por ser alguém “que preza acima de tudo a coerência ideológica e a lealdade ao próprio partido”.
Alves chegou a ter uma busca e apreensão em sua casa autorizada pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, no âmbito das investigações da operação Lava Jato em dezembro do ano passado.
Fonte: Revista Fórum

quinta-feira, 24 de março de 2016

Pede socorro no WhatsApp e é encontrada morta Yasmin tinha 14 anos.


Yasmin França Bueno tinha 14 anos e foi assassinada dentro da própria casa em Xinguara, no Brasil. A jovem pediu ajuda a um grupo de amigos através do WhatsApp mas ninguém leu a mensagem a tempo. 

A história é contada pelo site UOL. "Socorro, gente. Está um homem aqui em casa. Socorro", escreveu Yasmin no serviço de mensagens cerca das 3h12. O corpo da jovem foi encontrado pela manhã seminu em cima da cama e com ferimentos no pescoço e no peito. 

A adolescente vivia com os avós mas nessa noite estaria sozinha em casa.  Na noite da passada terça-feira as autoridades detiveram Wallison Patrick Costa Scarparo, ex-namorado de Yasmin. 

O jovem, de 18 anos, confessou ter cometido o assassinato e relatou que Yasmin o estava a pressionar para casar por estar grávida. Antes de ser preso, Wallison tinha deixado uma mensagem no Facebook onde lamentava a morte de Yasmin: "A tua alegria contagiava muitas pessoas, como pode? Descanse em paz... Saudade eterna... ?#‎Luto? Yasmin Amiga..."
Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/mundo/detalhe/pede_socorro_no_whatsapp_e_e_encontrada_morta.html

Fonte: Correio da Manhã

“Carta de Curitiba” sepulta golpismo de Moro"

curitiba
Conversa Afiada reproduz artigo de Esmael Morais, extraído de seu blog:Colegas de Moro na UFPR produzem documento histórico

Colegas do professor Sérgio Moro, na UFPR, em documento histórico intitulado Carta de Curitiba, ensinaram ontem à noite ao juiz Sérgio Moro alguns preceitos básicos garantidos na Constituição Federal de 1988. Na prática, juristas sepultaram o golpismo do coordenador da Vaza Jato no ninho da serpente.

Os operadores do Direito denunciaram sistemáticos ataques às instituições democráticas e a semeação de ódio, intolerância e violência pela velha mídia.

“As concessões dos serviços públicos de rádio e televisão devem ser utilizadas como instrumento de ação política de grupos, instituições e organizações com o objetivo de desestabilizar o regime democrático”, diz um trecho da Carta de Curitiba, em claro recado à Rede Globo.

O golpismo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que repete 1964, também foi alvo da artilharia dos juristas. Eles expressaram no documento “inconformismo republicano” à posição da entidade que é favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff – mesmo sem base legal.

A Carta de Curitiba ainda denuncia o juiz Sérgio Moro por produzir provas de maneira criminosa, ilegal, como grampos telefônicos, bem como condução coercitiva — do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva — sem prévia intimação judicial.

Na Carta, o mundo jurídico ensinou ao juiz Moro que não se pode vazar escutas telefônicas antecipadamente para a Globo em desacordo com as garantias constitucionais dos acusados; que a defesa do Estado Democrático de Direito e da soberania nacional, que se manifestou pelo voto legítimo em regular eleição, das garantias constitucionais do devido processo legal, especial da ampla defesa, do contraditório, da presunção da inocência, da imparcialidade e do afastamento das provas ilegítimas.

“É preciso ter coragem para denunciar o obscurantismo que insiste em se instalar no País”, diz o documento que ainda segue aberto para assinatura da sociedade em geral (clique aqui para subscrevê-lo).

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmitiu o evento ao vivo para o Brasil e o mundo. (O vídeo está disponível aqui).

Leia aqui a íntegra da Carta de Curitiba. 
Com Paulo Henrique Amorim

Obama: no Brasil há Democracia. Não vai ter Golpe!

Na foto, a repórter da Globo pouco antes de levar a chinelada do Obama
E o Brasil é líder!, viu Sandra Coutinho?
Na Fel-lha, que escondeu o quanto pode...:
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quarta-feira (23) que a democracia brasileira é madura e tem estruturas fortes o suficiente para resolver a crise política.
A afirmação foi feita em entrevista coletiva após sua reunião com o presidente argentino, Mauricio Macri, em Buenos Aires.

"Não discutimos [o assunto] intensamente, mas esperamos que o Brasil resolva sua crise política de maneira efetiva. É um grande país e um amigo de ambos os países", acrescentou.

"A boa notícia, como o presidente Macri também lembrou, é que sua democracia [do Brasil] é madura, com sistemas de direito e instituições fortes, para que tudo seja resolvido de modo que permita ao Brasil prosperar e ser um líder significativo para o mundo – o que o é", ressaltou.

"Nós precisamos de um Brasil forte para nossas próprias economias e para a paz global."

Macri voltou a lembrar da importância que o Brasil tem para a Argentina como principal sócio comercial e disse que tudo que ocorre no país vizinho os afeta. "Estamos convencidos de que o Brasil sairá fortalecido dessa crise e esperamos que saia o quantos antes."

Por Paulo Henrique Amorim

Comissão da ONU divulga nota fortíssima contra o golpe

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), a mais importante comissão da Organização das Nações Unidas (ONU) em nosso continente, divulgou há pouco uma nota em que presta total apoio ao mandato de Dilma Rousseff e conclama a sociedade brasileira a respeitar o resultado das urnas, sob o risco de desestabilizar a democracia em todo o continente.
A nota pública traz uma série de reconhecimentos dos avanços sociais e políticos conquistados pelos governos de Lula e Dilma e externa a sua extrema preocupação em ver a democracia ameaçada no Brasil. 
É uma nota, reitero, muito direta e objetiva contra o golpe, e em defesa de Dilma Rousseff. 
Trecho (traduzido por mim mesmo): 
"A  soberania popular, fonte única da legitimidade numa demoracia, foi entregue a Lula e em seguida à senhora, presidenta Rousseff, através de um mandato constitucional, que se traduziu em governos comprometidos com a justiça e a igualdade. Nunca, na história do Brasil, tantos e tantos de seus compatriotas conseguiram fugir da fome, da pobreza e da desigualdade. É significativo também para nós os passos determinantes com que suas gestões reforçaram a nova arquitetura de integração da nossa região, da Unasur à Celac. 
Conhecemos o esforço dos tribunais em perseguir e castigar a cultura de corrupção, que tem sido historicamente a parte mais opaca do vínculo entre interesses privados e as instituições do Estado. E a temos [Dilma] visto apoiando permanentemente essa missão, com a valentia e a honradez que é a marca de sua biografia, apoiando a criação de nova legislação mais severa e instituições repressivas mais fortes. 
É por isso que nos choca ver, hoje, antes de sentenças ou provas, servindo-se de vazamentos e de uma ofensiva midiática linchatória, que se tente demolir a sua imagem e o seu legado, ao mesmo tempo em que se multiplicam os esforços para reduzir a autoridade presidencial e interromper o mandato que os cidadãos lhes deram nas urnas. "
***
Íntegra do texto, no site da Cepal (se não conseguir acessar, leia aqui, em cache):
CEPAL manifiesta su preocupación ante amenazas a la democracia brasileña
La Secretaria Ejecutiva del organismo envió un mensaje público a la Presidenta Dilma Rousseff.
22 March 2016 | PRESS RELEASE
La Comisión Económica para América Latina y el Caribe (CEPAL) emitió un mensaje dirigido a la Presidenta Dilma Rousseff, respaldando la plena vigencia del Estado Democrático de Derecho y el ejercicio de las potestades del Poder Ejecutivo brasileño.
En una declaración pública, la Secretaria Ejecutiva del organismo de las Naciones Unidas, Alicia Bárcena, manifestó su preocupación por las amenazas a la estabilidad democrática y reconoció los avances sociales y políticos que ha experimentado Brasil en la última década.
A continuación el texto íntegro de la declaración de la alta funcionaria internacional:
Mensaje de Alicia Bárcena, Secretaria Ejecutiva de la CEPAL, a la presidenta Dilma Rousseff:
“Con honda preocupación hemos asistido al desarrollo de los acontecimientos políticos y judiciales que han convulsionado a Brasil en el curso de las últimas semanas. Nos alarma ver la estabilidad democrática de su patria amenazada.
La soberanía popular, fuente única de legitimidad en democracia, le entregó antes a Lula y luego a usted, Presidenta Rousseff, un mandato constitucional que se tradujo en gobiernos comprometidos con la justicia y la igualdad. Nunca, en la historia de Brasil, tantas y tantos de sus compatriotas habían logrado sortear el hambre, la pobreza y la desigualdad. Significativa es también para nosotros la huella determinante con la que sus gestiones reforzaron la nueva arquitectura de la integración de nuestra región, de la UNASUR a la CELAC.
Conocemos del esfuerzo de los tribunales por perseguir y castigar la cultura de prácticas corruptas que han sido históricamente la parte más opaca del vínculo entre los intereses privados y las instituciones del Estado. La hemos visto apoyando permanentemente esa tarea, con la valentía y honradez que es el sello de su biografía, apoyando la creación de nueva legislación más exigente y de instituciones persecutoras más fuertes.
Es por ello que nos violenta que hoy, sin mediar juicio ni pruebas, sirviéndose de filtraciones y una ofensiva mediática que ya ha dictado condena, se intente demoler su imagen y su legado, al tiempo que se multiplican los empeños por menoscabar la autoridad presidencial e interrumpir el mandato que entregaron en las urnas los ciudadanos.
Los acontecimientos por los que atraviesa Brasil en estas jornadas resuenan con fuerza más allá de sus fronteras e ilustran para el conjunto de América Latina los riesgos y dificultades a los que aún está expuesta nuestra democracia.”
***
Sobre a Cepal (texto extraído do site da entidade):
A Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL) foi estabelecida pela resolução 106 (VI) do Conselho Econômico e Social, de 25 de fevereiro de 1948, e começou a funcionar nesse mesmo ano. Mediante a resolução 1984/67, de 27 de julho de 1984, o Conselho decidiu que a Comissão passaria a se chamar Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe.
A CEPAL é uma das cinco comissões regionais das Nações Unidas e sua sede está em Santiago do Chile. Foi fundada para contribuir ao desenvolvimento econômico da América Latina, coordenar as ações encaminhadas à sua promoção e reforçar as relações econômicas dos países entre si e com as outras nações do mundo. Posteriormente, seu trabalho foi ampliado aos países do Caribe e se incorporou o objetivo de promover o desenvolvimento social.
Fonte> O Cafezinho (Paulo Henrique Amorim)

Lava Jato vasculha apartamento de ex-tesoureiro de governador tucano

Apartamento em São Paulo de Jayme Rincón, atual presidente da Agência Goiana de Transportes, foi alvo de busca e apreensão. Endereço consta de planilha da Odebrecht para pagamento de R$ 1 milhão de ex-assessor do secretário de Marconi Perillo

A Polícia Federal vasculhou, nessa terça-feira (22), o apartamento do presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón, nos Jardins, em São Paulo, pela 26ª fase da Operação Lava Jato. Ex-tesoureiro do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), Rincón foi alvo de mandado de busca e apreensão da etapa da Lava Jato que mira contratos do Grupo Odebrecht.

Segundo o jornal O Popular, o nome de um auxiliar do presidente da Agetop aparece em uma lista que indica o recebimento de pagamentos efetuados por ordem de Ricardo Ferraz, diretor de contrato da Odebrecht Infraestrutura, responsável pelas obras do aeroporto de Goiânia. O valor, de R$ 1 milhão, foi entregue, de acordo com os investigadores, em 22 de outubro de 2014, ao policial militar Sérgio Rodrigues de Souza Vaz, falecido no início deste ano. A planilha, informam os repórteres Fabiana Pulcineli e Márcio Leijoto, registrava ainda dois celulares em nome de Sérgio, que atuava como motorista de Rincón.

Um dos anexos da representação feita pela PF ao juiz reproduz a planilha com anotação à mão: “Entregar (indica o endereço do apartamento de Jayme) ao senhor Sérgio (telefones registrados) dia 22/10, das 10h às 12h”. De acordo com a Lava Jato, também aparece na lista um nome identificado como “Comprido”, apontado como beneficiário de R$ 400 mil.

O advogado de Jayme Rincón pediu na Justiça cópia integral dos autos. O ex-tesoureiro da campanha de Marconi informou ao jornal que nada foi levado do apartamento onde moram seus filhos na capital paulista. Ele afirmou não ter qualquer vínculo com Ricardo Ferraz e que não faz a “menor ideia” do que os policiais procuravam.

“Não temos (Agetop) contrato algum com a Odebrecht. Não há nenhum negócio”, disse ao Popular. Ele contou que recebeu o diretor do grupo duas ou três vezes na sede da agência goiana, quando o governo cogitou fazer a concessão de rodovias estaduais em 2012. “Como ele era o responsável pelo aeroporto, ficava ali perto (da sede da agência), esteve algumas vezes comigo. Mas a questão não prosperou e não falamos mais”, declarou.

As obras do aeroporto são de responsabilidade da Infraero, do governo federal, mas os investigadores da Lava Jato disseram ontem em entrevista coletiva que apuram também a existência de esquemas paralelos da Odebrecht em contratos nos estados.

Por meio de nota, a Infraero afirma que não tem conhecimento de qualquer investigação relativa às atuais obras do novo aeroporto de Goiânia. “A obra está sendo finalizada, com conclusão total dos trabalhos prevista para abril e inauguração agendada para 31 de maio”, diz. Licitadas em 2003, as obras do aeroporto começaram em 2005, foram paralisadas em 2007, por suspeita de irregularidades, e só foram retomadas em 2013.

Silêncio na CPI

Em agosto de 2012, Jayme Rincón esteve na CPI do Cachoeira para prestar esclarecimentos. Mas, munido de um habeas corpus, ele se recusou a responder às perguntas dos parlamentares. “Atendendo a recomendação técnica de meu advogado, eu permanecerei calado”, limitou-se a dizer o ex-tesoureiro de campanha de Marconi.

Jayme Rincón foi chamado a depor para esclarecer sua eventual ligação com a organização criminosa liderada por Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Já presidente da Agetop à época, ele era suspeito de ter recebido dinheiro do grupo em troca de benefícios à Delta Construções.

Segundo a PF, o grupo de Cachoeira depositou R$ 600 mil na conta da empresa Rental Frota Ltda., da qual Jayme é um dos sócios. A empresa confirmou o pagamento, mas disse que os repasses (três no valor de R$ 200 mil) se referiam à venda de 28 veículos usados ao ex-vereador Wladimir Garcêz, apontado como um dos principais auxiliares de Cachoeira. Leia a reportagem em O Popular

Fonte: Amigos do Presidente LULA

(http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2016/03/lava-jato-vasculha-apartamento-de-ex.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+blogspot/Eemp+(Os+Amigos+do+Presidente+Lula)


domingo, 20 de março de 2016

Cardozo diz que vai processar Delcídio por declarações dadas a revista

O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, divulgou nota neste sábado informando que processará judicialmente o senador Delcídio Amaral (sem partido-MS) pelas declarações dadas em entrevista à última edição da revista Veja. O senador acusou Cardozo de vazar informações da Operação Lava-Jato e intervir no Poder Judiciário em benefício dos investigados.
Cardozo, que era ministro da Justiça até há poucos dias — cargo no qual tinha ascendência sobre a Polícia Federal —, destacou por meio de nota que as informações dadas por Delcídio são “inverídicas e já foram desmentidas, publicamente, pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowsky, pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Francisco Falcão, e por todos os demais magistrados mencionados”.
O atual ministro da AGU também aponta contradições nas declarações de Delcídio, que teria dito em delação premiada desconhecer influência de Cardozo na conduta da PF. “Nesse sentido, a entrevista demonstra um claro desejo de vingança contra autoridades que não atuaram para impedir as investigações que culminaram com a prisão do senador”, disse a’O Globo.
Fonte; Robson |Pires

Presidência diz que declarações de Delcídio são “estratégia de vingança”

delcidio_agA Presidência da República divulgou hoje (19) nota afirmando que o senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) segue “sua estratégia de vingança contra todos os que não agiram para evitar que fosse mantido preso pela revelação de que tentava obstruir investigações que poderiam prejudicá-lo”. A nota foi uma reação à entrevista do ex-líder do governo no Senado à revista Veja, publicada na edição deste fim de semana.
Segundo a revista, Delcídio disse que “tanto Lula quanto Dilma tinham pleno conhecimento da corrupção na Petrobras e, juntos, tramaram para sabotar as investigações [da Operação Lava Jato], inclusive vazando informações sigilosas para os investigados”.
Para a Presidência, o senador repete as “inverdades e absurdos declarados na sua delação premiada” e “volta a fazer ataques mentirosos e sem qualquer base de realidade contra o governo da presidenta Dilma Rousseff”. “Inventa estórias mirabolantes, busca vitimizar-se e atribui a outros condutas ilícitas e imorais de sua exclusiva autoria”, diz a nota.
Fonte: Robson Pires

A importância do Domingo de Ramos

ramosA Semana Santa começa hoje, no Domingo de Ramos, porque celebra a entrada de Jesus em Jerusalém montado em um jumentinho – o símbolo da humildade – e aclamado pelo povo simples, que O aplaudia como “Aquele que vem em nome do Senhor”. Esse povo tinha visto Jesus ressuscitar Lázaro de Betânia havia poucos dias e estava maravilhado. Ele tinha a certeza de que este era o Messias anunciado pelos profetas; mas esse mesmo povo tinha se enganado no tipo de Messias que Cristo era. Pensava que fosse um Messias político, libertador social que fosse arrancar Israel das garras de Roma e devolver-lhe o apogeu dos tempos de Salomão.
Para deixar claro a este povo que Ele não era um Messias temporal e político, um libertador efêmero, mas o grande Libertador do pecado, a raiz de todos os males, então, o Senhor entra na grande cidade, a Jerusalém dos patriarcas e dos reis sagrados, montado em um jumentinho; expressão da pequenez terrena. Ele não é um Rei deste mundo. Dessa forma, o Domingo de Ramos dá o início à Semana Santa, que mistura os gritos de hosanas com os clamores da Paixão de Cristo. O povo acolheu Jesus abanando seus ramos de oliveiras e palmeiras.
Fonte: Robson Pires

Henrique não vai se antecipar à decisão do PMDB

Sob o comando do vice-presidente Michel Temer, o PMDB decide até o próximo dia 29 a permanência na base do PT. Pessoas próximas ao ministro do Turismo, Henrique Alves (RN), dizem que ele esperará no cargo até a decisão do partido desembarcar do governo.

Fonte: Robson Pires

BRASIL; De olho em Temer, mídia agora abandona Aécio

Responsável número 1 pela crise política que traga o País, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) acaba de ser atirado ao mar pelos seus dois principais aliados: Globo e Abril.


Três dias atrás, Época, a revista semanal da Globo, denunciou a conta da família Neves no paraíso fiscal de Liechtenstein.

Hoje, Veja, da Editora Abril, publica a foto de um Aécio desconcertado e afirma que, numa escala de zero a dez, a chance de que o presidente nacional do PSDB seja denunciado pela procuradoria-geral da República é 11.

O fim é semelhante ao de Carlos Lacerda, que foi o maior incitador da derrubada de Getúlio Vargas e do golpe militar de 1964. Quando veio a ditadura, Lacerda foi o primeiro a ser cassado.

Aécio, que poderia ter se comportado de forma civilizada e democrática após perder as eleições de 2014, apostou tudo no caos. Imaginava que poderia, assim, encontrar um atalho para o poder.

No último domingo, ele foi hostilizado e expulso da Paulista. Agora, foi expulso do jogo político pelos grupos de mídia, que são os grandes patrocinadores da derrubada do governo Dilma Rousseff e da eventual prisão do ex-presidente Lula.

O que se avalia é que Aécio precisa ser contido para que o vice-presidente Michel Temer, grande beneficiário da crise, possa ser empossado em paz. 


 Fonte: Brasil247
C/ Portal Vermelho

sexta-feira, 18 de março de 2016

Cunha pede que o PMDB saia do governo e entregue ministérios

cunha
Deputado Eduardo Cunha
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, defendeu nesta quinta-feira (17) que o seu partido, o PMDB, resolva imediatamente se vai deixar ou não a base de apoio à presidente Dilma Rousseff. Na avaliação dele, o PMDB deveria sair do governo, entregar os ministérios ocupados pelos seus integrantes e atuar com independência nas votações no Congresso Nacional.
Ele reafirmou que se empenhará para conduzir o impeachment de Dilma com a maior celeridade possível e pediu o comparecimento dos deputados inclusive às segundas-feiras e sextas-feiras, para dar agilidade ao processo. “Como integrante do PMDB, acho que o partido tem que sair, não tem mais que apoiar este governo, independentemente do impeachment. A forma de governar não é a forma à qual o PMDB deve estar associado. Tem que sair, entregar os ministérios e atuar com independência nas matérias que são para o bem do País”, completou.
Fonte: SINDSPUMC

Sensacional: Veja descobre que Lula queria comprar o sítio que “é dele”

Veja, mesmo sob nova direção, sempre se supera.
Com base em mais um “vazamento”, publica uma minuta de promessa de compra e venda pela qual Lula e a mulher, Mariza, comprariam parte do sítio de Atibaia, que a revista e a Lava Jato sustentam “ser dele”.
Em 2012, muito depois das obras de reforma com que teriam sido pagas as “vantagens” as empreiteiras a ele, por supostos favores do Governo. Uma desproporção tão evidente que já revela a armação, obvio.
Lula pagaria, em prestações, R$ 800 mil pelo sítio, o que é mais ou menos o que pagou por sua parte o empresário Fernando Bittar – filho de Jacó Bittar, amigo de 40 anos anos de Lula .
Então, como explicar, agora, que o sítio “é de Lula” e que seria uma “ocultação de patrimônio”, se ele cogitou comprá-lo?
Mas as coisas, claro, não precisam fazer sentido.
É necessário produzir “escândalo” sobre “escândalo”, mesmo que os “escândalos” nada tenham de escandaloso.
“Apreendidas camisas de times de futebol no sítio de Atibaia”.
“Encontrados retratos de Lula e Mariza e um avental bordado com o nome da ex-primeira dama”.
“Pedalinho, Cristo de jardim, garça de cerâmica, bote de lata…”
E a “cozinha de luxo” aí da foto? Sensacional!
Dá pra montar com 15 dias de salário de juiz.
Sem contar com aquela horrível churrasqueira de bafão que vende em beira de estrada.
Capaz de ser igual uma que dizem que tem no triplex de Parati.
Enfim, um luxo destes dignos da Avenue Foch, em Paris.
O cinismo não tem tamanho…
Fonte: http://tijolaco.com.br/

Mídia inverte provas: Documento encontrado em casa de Lula prova que sítio não é dele

JN_Armacao01
Miguel do Rosário, via Tijolaço em 17/3/2016
Ao contrário do que pretendem afirmar os órgãos da imprensa golpista, o documento encontrado em casa de Lula, prova que o sítio em Atibaia não pertence ao ex-presidente.
Se o sítio pertencesse a Lula, não haveria a intenção de comprá-lo.
Se o sítio pertencesse a Lula, não existiria esse documento.
O documento achado em casa de Lula é um texto sem assinaturas, um rascunho de intenção de Lula em adquirir o sítio. O que é aliás é normal, visto que Lula usava o sítio com frequência.
Importante ressaltar: não há nenhum crime envolvendo o sítio em Atibaia, um local sem luxo nenhum, diferentemente das fazendas de FHC e seus apartamentos em Nova Iorque e Paris.
As reformas realizadas, de baixo valor, foram pagas pelo próprio dono do imóvel.
O mais surreal: o documento prova que o sítio não pertence à Lula.
A mídia está usando para provar o contrário.
É o golpe midiático, baseado em mentiras.

***

PARA ATACAR LULA, VEJA DESMENTE TESE DE VEJA

17/03/2016 16:58

A minuta da escritura de compra e venda publicada por Veja somente autoriza uma conclusão oposta àquela publicada pela revista. O documento permite concluir que o ex-presidente Lula cogitou comprar o “Sítio Santa Bárbara”, de Atibaia (SP), de seus reais proprietários, Fernando Bittar e Jonas Suassuna. O ex-presidente cogitou comprar justamente porque não é o dono do sítio.
Íntegra do rascunho encontrado na casa de Lula.

Fonte: http://limpinhoecheiroso.com/

O GOLPE: Azenha e o golpe: "O triste é ver que há muitos inocentes úteis, inclusive entre meus colegas jornalistas."

Por Luiz Carlos Azenha - Viomundo - 17/03/2016 
Link da Charge
O golpe é muito bem organizado. Moro decide. Globo repercute. Alckmin fecha Paulista. Fiesp ilumina o prédio. 300 são tratados como se fossem 3 mil. Emissoras dedicam a íntegra de seus telejornais ao assunto. O que por sua vez causa comoção pública. 300 se tornam de fato 3 mil, que aparecem nos telejornais, que reproduzem discursos indignados, que pretendem transformar 3 mil em 30 mil, que buscam um cadáver para fazer o cerco final ao Palácio. Repito: tá tudo muito parecido com aqueles golpes de veludo do Oriente Médio ou do entorno da Rússia, menos os cadáveres que o Alckmin parece determinado a produzir permitindo que pró e contra Dilma se manifestem ao mesmo tempo no mesmo espaço. Só hoje sabemos que os fuzileiros navais estavam a caminho, em 1964, na Operação Brother Sam. Em 50 anos é possível que a gente descubra a mesma coisa. Motivo? O pré-sal. O triste é ver que há muitos inocentes úteis, inclusive entre meus colegas jornalistas.
Fonte: Blog "Vozes de Esquerda"

Presidente do TSE determina unificação de ações que pedem cassação da presidente Dilma

tofoli_vejaO presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Dias Toffoli, determinou nesta quinta-feira (17) a unificação da tramitação das quatro ações (Aime 761, Aije 194358, Aije 154781 e RP 846) que pedem a cassação da presidente da República, Dilma Rousseff, e do vice, Michel Temer, eleitos em 2014.
Em decisão respondendo a questão apresentada pela corregedora-geral da Justiça Eleitoral, ministra Maria Thereza de Assis Moura, o presidente Dias Toffoli disse que os processos tratam sobre o mesmo tema e “devem ser reunidos em prol da racionalidade e eficiência processual, bem como da segurança jurídica, uma vez que tal providência tem o condão de evitar possíveis decisões conflitantes”.
O ministro determinou a redistribuição à ministra Maria Thereza e o encaminhamento do processo ao gabinete da Corregedoria-Geral Eleitoral. Segundo Toffoli, devido à precedência da Aije na distribuição, a redistribuição deve ocorrer “a fim de que as relações jurídicas discutidas em cada ação, no ponto em que se conectam, possam ser conduzidas pelo mesmo órgão julgador”.
Fonte: Robson Pires

quinta-feira, 17 de março de 2016

Comissão do Senado aprova liberação da pílula do câncer sem registro na Anvisa

A liberação do uso da fosfoetanolamina sintética, que ficou conhecida como pílula contra o câncer, antes mesmo do registro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), foi aprovada hoje (17) em reunião extraordinária da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado. Como já foi aprovada no plenário da Câmara dos Deputados, no último dia 8, a proposta (PLC 3/16) segue agora com pedido de urgência, para a última votação no plenário do Senado.
Para o senador Acir Gurgacz (PDT-RO), relator do texto na CAS, os relatos de regressão e cura do câncer pelo uso da fosfoetanolamina justificam a aprovação do projeto. “Trata-se de resposta terapêutica espetacular, quando comparada a qualquer medicamento antineoplásico disponível no mercado brasileiro e mundial. A fosfoetanolamina será um alento para milhares de famílias”, afirmou Gurgacz.
Fonte: Robson Pires

segunda-feira, 14 de março de 2016

AÉCIO NEVES É CHAMADO DE LADRÃO NA AVENIDA PAULISTA - ESCORRAÇADO JUNTO COM GERALDO ALCKMIN


"Você sabe que você também é ladrão".ELE E GERALDO ALCKMIN FORAM HOSTILIZADOS E AOS GRITOS DE OPORTUNISTAS FORAM EMBORA

SÃO PAULO - O senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), foram hostilizados na avenida Paulista, onde passaram pouco tempo e desistiram de subir em um carro de som. Manifestantes gritaram "bundões" e "oportunistas". Ao cumprimentar um cidadão, Aécio ouviu: "Você sabe que você também é ladrão".

FONTE: Insuspeita (No caso) Folha.com

NOTA DO BLOG


Os oportunistas e hipócritas da oposição, tiveram hoje a real e dura certeza de que não conseguem mais enganar ninguém, fazendo-se passar por defensores da honradez e da ética. Convenhamos que, Agripino Maia, Paulo Pereira, Geraldo Alckmin e Aécio Neves querendo surfar em protesto contra corruptos, só pode acabar nesse fiasco. Saíram corridos da avenida, debaixo de vários impropérios e gestos ofensivos. Deram sorte por estarem cercados de muita segurança.

Fonte: http://007bondeblog.blogspot.com.br

Empresas recusaram acordo de R$ 1 bi para se livrar da Lava-Jato em 2014

Seis meses após o início da Operação Lava-Jato, em setembro de 2014 advogados das maiores empreiteiras brasileiras sentaram-se à mesa do ex-ministro da Justiça e advogado Márcio Thomaz Bastos para ouvir o seu diagnóstico: era melhor que todos fizessem um grande acordo para tentar encerrar as investigações. O preço era assumir a culpa em atos de corrupção envolvendo a Petrobras e pagar uma indenização a ser rateada entre as empresas. Algo estimado, na época, em R$ 1 bilhão, valor que teria sido surgido a partir de conversas de Bastos com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A proposta foi recusada. Dois meses depois, a Polícia Federal começou a prender executivos de empresas como Camargo Corrêa, OAS, Engevix e UTC.
Segundo os advogados que participaram das conversas disseram a’O Globo, a oposição mais contundente veio das empresas Odebrecht, OAS e Engevix. Bastos, ex-ministro do governo Lula, mirava o futuro pelo espelho do retrovisor. Primeiro, conhecia o rigor do juiz da 13ª Vara Federal em Curitiba, Sérgio Moro, de outros carnavais — principalmente em processos que envolviam lavagem de dinheiro e corrupção. O advogado já detectava a ação de uma força- tarefa bem articulada, com profissionais dispostos a chegar longe. E percebeu cedo que, do Palácio do Planalto, não viria o bombeiro (ou bombeira) disposto a apagar aquele fogo.
Blog do BG: http://blogdobg.com.br/#ixzz42rr0vsDJ
Fonte: Robson Pires

sábado, 12 de março de 2016

Unb decreta luto de três dias e convoca ato oficial contra violência

Carlos Vieira/CB/D.A Press

O evento acontecerá no Teatro Arena do campus Darcy Ribeiro e terá representantes da ONU Mulheres Brasil


Está previsto para segunda-feira, às 15h30, um ato oficial contra a violência, no teatro de arena do campus Darcy Ribeiro. A convocação foi feita em nome da Universidade de Brasília (UnB) para que alunos, professores, técnicos-administrativos e toda a comunidade se unam em uma homenagem à estudante Louise Maria da Silva Ribeiro, 20 anos, assassinada em um laboratório da universidade. O evento contará com a participação de membros da administração superior, docentes da Universidade e representantes da ONU Mulheres Brasil.



Em nota, a UnB reiterou a indignação com o crime e o pesar pela morte violenta da aluna. “A instituição se solidariza com a família e os amigos de Louise e se coloca à disposição para conceder o apoio necessário”, declarou em sua página na internet. A UnB também informou que tem reforçado a segurança no Darcy Ribeiro com ações como o policiamento ciclístico – feito por 20 policiais militares do 3º Batalhão da PM – e a criação de um número de Whatsapp para receber denúncias.



As manifestações de repúdio pela morte de Louise começaram ainda ontem. Amigos, professores e estudantes da Universidade de Brasília (UnB) receberam com tristeza e indignação a notícia da morte da colega. Não foi possível conter o desespero. Muitos amigos próximos da estudante precisaram de atendimento psicológico e apoio dos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). No fim da tarde de ontem, cerca de 100 alunos se juntaram no Anfiteatro da UnB para expor a violência contra as mulheres e pedir mais segurança no campus.

Leia mais em Cidades

Aos poucos, todos foram sabendo do que tinha acontecido. Uma amiga de Louise desmaiou ao saber do crime. Outra, precisou ser amparada pelos pais. Até quem não conhecia a jovem ficou consternado com o assassinato. Na entrada do Instituto de Ciência Biológicas (ICB), funcionários da UnB fixaram um comunicado de que as aulas haviam sido suspensas. A direção decretou luto de três dias. “Não eram pessoas com histórico violento”, afirmou a diretora do ICB, Andréa Maranhão.

Aluna do 6º semestre de biologia, Raíssa Alarcão, conhecia o suposto assassino, Vinícius Neres. Para ela, foi uma surpresa. “Eu ainda não consigo acreditar. Ele era uma pessoa extremamente tranquila”, lembrou. Segundo a integrante do Diretório Central dos Estudantes (DCE) Dayse Rodrigues é preciso dar um basta na violência contra a mulher. “Infelizmente, é um problema estruturado na sociedade. Mas, quando ocorre em um ambiente onde deveríamos nos sentir mais seguras, surge um grito de alerta para que medidas efetivas sejam tomadas”, declarou.
Fonte: Correio Braziliense