SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!

SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!
Enquanto Houver Razões Eu Não Vou Desistir

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

FUNDO ESTADUAL DE CULTURA - RN, VALEU!


A governadora Rosalba Ciarlini sancionou, agora há pouco, no Palácio da Cultura, a Lei que institui o Fundo Estadual de Cultura.
“Hoje é um dia bom, um dia para ser festejado, com certeza, e eu fiz questão que esse ato acontecesse nessa casa que guarda a história da cultura do RN”, disse Rosalba se referindo ao antigo Palácio Potengi.
“Queremos mostrar que a cultura, mais do que nunca, vai resgatar valores e gerar renda, pois a cultura é sim meio de vida”, afirmou a governadora.
O FEC terá como principal fonte de recursos o ICMS pertencente ao Estado, de onde serão retirados 0,5% de sua receita corrente líquida para atender projetos de artes cênicas, plásticas, gráficas e tecnológicas; cinema, fotografia, vídeo e internet; literatura, música, dança, artesanato, folclore, tradições populares, patrimônio material e imaterial, museologia, bibliotecas, arquivos, acervos, patrimônio histórico e arquitetônico.

Fonte: Thaisa Glavão

PREFEITURA DE NOVA CRUZ FAZENDO ACONTECER E OS FUNCIONÁRIOS Ó!


EXTRATO DA INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO
CONTRATANTE: Prefeitura Municipal de Nova Cruz/RN

CONTRATADO: MARCONDES PEREIRA CALISTO (M. M. EVENTOS) . OBJETO: apresentações musicais e Banda Rasgando o Pano e Duquinha e Forrozão Abra a Mala e Solte o Som. Para as festividades do Réveillon no Município de Nova Cruz/RN, por ocasião da festividade, que acontecerá no dia 31 de dezembro de 2011. BASE LEGAL: Artigo 25, Inciso III, da Lei Federal nº 8.666/93 e suas alterações, com as justificativas anexas ao processo. Valor do contrato de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais). RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS: 3.3.90.39 – Outros Serviços de Terceiros/PJ, constante no orçamento vigente. RECURSOS FINANCEIROS: FPM, ICMS e Receita Tributária. Nova Cruz/RN, em 23 de dezembro de 2011.

Flavio Azevedo Rodrigues de Aquino – Prefeito Municipal

 Postado por João Maria de Oliveira

" É brincadeira o que vem ocorrendo em NOVA CRUZ/RN, falta tudo!  Remédio, educação, assistência social, respeito a população, mas NÃO FALTA DINHEIRO PARA a Prefeitura Nova Cruz/RN gastar com festas e mais festas, pode um negócio desse?  60 MIL REAIS?  Presente de GREGO!

Jornalista João Ururahy morre vítima de câncer em Natal.


João Ururahy foi um dos pioneiros da publicidade no Rio Grande do Norte
O jornalista João Ururahy Nunes do Nascimento morreu na tarde desta quarta-feira (28) em Natal. Ururahy, que tinha 82 anos, foi chefe da Casa Civil do governo Geraldo Melo de 1987 a 1990.
João Ururahy foi um dos pioneiros da publicidade no Rio Grande do Norte, dirigindo por vários anos a agência Expo Comunicação.

O jornalista, que desde o último domingo (25) estava internado no Hospital Professor Luiz Soares, morreu vítima de câncer.

Aposentadoria
João Ururahy estava aposentado fazia alguns anos. De acordo com um dos filhos dele, Alexandre Frederico Nunes, o jornalista passava mais tempo em casa.

"Ele estava cansado. Aproveitou os últimos anos para ficar mais tempo com a família", falou.

Mesmo aposentado, Ururahy acompanhava a política local. "Não era como antes, mas meu pai ainda acompanhava a cena política daqui. Era um dos prazeres dele", disse Alexandre Frederico.


Ururahy foi chefe da Casa Civil do governo Geraldo Melo de 1987 a 1990

O jornalista e publicitário descobriu o câncer fazia menos de dois meses. "Ele era avesso a essas coisas de cuidar da saúde. Só foi ao médico após muita insistência e descobriu o câncer muito tarde", lamentou.

O corpo de João Ururahy está sendo velado no Morada da Paz, na rua São José.

O sepultamento, segundo Alexandre Frederico, deverá ser no cemitério do Alecrim, às 11h desta quinta-feira (29).

* Atualizada às 17h38./Tribuna do Norte.

" Registramos nosso momento de reconhecimento pelo grande conciliador nos momentos em que militava-nos no Movimento Estudantil no 80/90, que Dr. João Ururahy Chefiava a Casa Civil no Governo de GERALDO MELO, homem simples,direto, objetivo e carismático.  Nossas solicitações eram atendidas sem ao menos precisar chegar ao governador, era uma coisa que ficava-nos questionando logo após a audiência com o Dr. João Ururahy!  Homen de fibra!  Lamentamos profundamente o seu falecimento o Rio Grande do Norte perde UM GRANDE HOMEM! "  Eduardo Vasconcelos, bloguista, radialista e ex-militante estudantil.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

DENUNCIEM A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER!!!

INSCRIÇÕES DE CONCURSO PARA O SENADO COMEÇARAM NESTA SEGUNDA-FEIRA (26)

Foto: PAULO DE ARAÚJO
José Sarney alega que o trabalho aumentou muito e, por isso, é preciso contratar mais funcionários
Provas para o preenchimento de 246 vagas serão em 11 de março. Salários iniciais variam entre R$ 13,8 mil e R$ 23,8 mil ao mês

As inscrições para o concurso do Senado começam nesta segunda-feira.O Senado publicou no último dia 23 o edital do concurso público que oferecerá 246 vagas de níveis médio e superior. Do total de oportunidades oferecidas no certame, 104 serão para o cargo de técnico, 133 para o de analista e nove para o de consultor. Os salários iniciais variam de R$ 13,8 mil a R$ 23,8 mil. As inscrições terminam em 5 de fevereiro. 
A princípio, apenas as 246 vagas serão preenchidas. Mas o presidente da Casa, senador José Sarney, afirmou que, além dos cargos que já estão abertos, outras 450 aposentadorias são esperadas até 2015. “Isso significa que não teremos o pessoal necessário ao grande volume de serviços que, cada vez mais, nós temos, principalmente neste momento em que estamos ampliando a interatividade do povo brasileiro com o Poder Legislativo”, disse. “E será uma oportunidade muito boa para os jovens que desejam entrar no mercado de serviços e, ao mesmo tempo, para aqueles que já estão trabalhando, mas desejam melhorar”, acrescentou. 

Sarney destacou que as provas, marcadas para 11 de março, serão aplicadas em todas as capitais do Brasil. As avaliações para os postos de consultor e técnico ocorrerão em turno oposto aos exames para a função de analista, para que os candidatos possam disputar mais de um posto. 

Concorrência 
O Senado informou que fez a contratação direta da Fundação Getulio Vargas (FGV) para 
organizar o concurso. A banca não receberá pelos serviços prestados, apenas arrecadará as taxas de inscrição. A expectativa é de que cerca de 80 mil pessoas disputem as vagas. O número é quase o dobro dos 42.967 cadastros registrados na seleção de 2008, também promovida pela FGV. Na ocasião, o órgão ofereceu 150 vagas — 61 de nível médio e 89 de superior. A concorrência média foi de 286,4 candidatos por vaga. Os cargos mais procurados foram de policial legislativo e de técnico na área de administração. 

As oportunidades são de encher os olhos. Mas o presidente da comissão do concurso, Davi Anjos Paiva, avisou que conseguir uma boa colocação não será tarefa fácil. Ele afirmou que os conteúdos programáticos foram criteriosamente selecionados pela FGV, a fim de garantir o acesso aos quadros do Senado dos candidatos mais bem preparados, “capazes de prestar à sociedade um serviço público de elevada qualidade”. 

Em 2008, foram cobradas as disciplinas de língua portuguesa e de conhecimentos gerais e específicos para todos os cargos. Conforme a área, os concorrentes também responderam questões de língua inglesa, espanhola e informática. Embora a previsão inicial fosse de preencher 150 vagas, mais de 500 aprovados foram convocados. 

Edital 1 - Consultor 

Edital 2 - Analista 

Edital 3 - Técnico 

Edital 4 - Policial 

Fonte: Eu, Estudante - Correio Brazilense

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

LEIA MAIS, SEJA MAIS

Campanha do MinC de estímulo à leitura sai em 74 jornais e 4 revistas nacionais
Uma campanha de valorização da leitura como hábito que gera prazer e conhecimento e, assim, projeta um outro tamanho para os sonhos e as conquistas pessoais. É com este mote que o Ministério da Cultura lança hoje, em todo o país, campanha publicitária com o slogan Leia Mais, Seja Mais.
A ação ocupa as páginas de 74 jornais de todos os estados –como Folha, Globo, A Crítica, Zero Hora, Estado de Minas e outros–, ao mesmo tempo que tem início também nas edições especiais de fim de ano de quatro revistas semanais nacionais –Veja, Época, Istoé e CartaCapital.
O desafio lançado pela campanha ultrapassa a esfera individual: instiga as pessoas a ler com seus filhos e a incentivar uma criança ou jovem a apreciar os livros e a freqüentar bibliotecas.

Formadores de opinião
Por isso, a campanha Leia Mais, Seja Mais – criada pela DM9– se dirige primeiramente aos formadores e multiplicadores de opinião em todo o país. Depois, ao longo de 2012, ela se voltará a públicos alvo específicos, inclusive agregando canais diferenciados. Assim, o objetivo é que a aquisição ou reforço de um ato como a leitura vire na verdade um hábito nacional.
A campanha terá novidades ao longo de 2012 vindas dos programas de Livro, Leitura e Literatura, os quais são de responsabilidade da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), vinculada ao MinC.
“A leitura abre a mente para a bagagem cultural acumulada por séculos, assim como exercita a imaginação e a reflexão sobre as diversas formas do pensamento”, afirma a Ministra da Cultura Ana de Hollanda.
“As campanhas para estimular o ato de ler e ressaltar a função social da leitura constituem, ao lado dos programas para ampliar o acesso aos livros e do domínio das habilidades leitoras, um pilares mais importantes das políticas de fomento à leitura”, diz o presidente da Fundação Biblioteca Nacional, Galeno Amorim.

Norteadores fundamentais
O slogan Leia Mais, Seja Mais engatilha posturas que são simultaneamente uma atitude e um claro benefício para a pessoa: Sonhe Mais; Conquiste Mais etc. E ainda estimula uma atitude cidadã em direção às novas gerações: Desperte o prazer da leitura em um jovem. Indique livros; ou: Descubra novos livros. Leia com seu Filho.
A campanha ressoa norteadores fundamentais para o país. Por exemplo, o Plano Nacional de Cultura, cujas metas foram lançadas no início do mês pela Ministra Ana de Hollanda. Uma das 53 metas do plano, que tem horizonte de 10 anos, é que o brasileiro, que atualmente lê apenas 1,8 livro, fora os escolares, chegue ao índice de quatro até 2020.
Este empuxo para a leitura está sinalizado ainda no convênio assinado também em dezembro pelos ministros Ana e Fernando Haddad (Educação) e que deve ser implementado já no início de 2012.

Livro Popular
Outro referencial para a campanha é o fato de que se vive hoje a era do conhecimento. Como requisito para o desenvolvimento pessoal e de uma nação, a aquisição do conhecimento vira também fator fundamental para que se atinja a meta traçada no slogan “País rico é país sem pobreza”.
A perspectiva de o país ocupar a condição de quinta ou quarta economia do mundo é coerentemente acompanhada pela projeção internacional de sua cultura, com destaque para a literatura.
Assim, o Brasil é o homenageado da Feira do Livro de Frankfurt, em 2013 – isso, depois de ser o centro do maior festival de cultura da Europa, o Europalia, com mais de 500 atrações em cinco países, aberto em outubro na Bélgica pela Presidenta Dilma e a Ministra Ana (encerra-se em 15/01/2012).
A própria Presidenta, durante a Feira do Livro do Rio deste ano, lançou com a Ministra Ana e o presidente Amorim, da FBN, uma proposta, atualmente em desenvolvimento: a do Livro Popular.

(Fonte: Ascom/MinC)

Mídia nova vs mídia velha - como a descentralização da informação vai afetar o Brasil

Ao que tudo indica, 2012 será muito interessante pelo desenrolar da 'CPI da Privataria', cujo requerimento de criação foi protocolado na 4a feira por Protógenes Queiroz (PC do B/SP) na Câmara dos Deputados. Apesar do silêncio da chamada 'Grande Mídia', o livro do jornalista Amaury Júnior, que estimulou o evento, já é campeão absoluto de vendas.

Se há 10 anos a indústria fonográfica foi virada de ponta a cabeça por causa da internet, se Hollywood investiu milhões em lobby para proteger-se contra as cópias digitais, e se ainda nos últimos anos os EUA viram uma quantidade enorme de jornais fecharem suas portas, o episódio da 'Privataria Tucana' adquire um tom que vai além dos interesses de diferentes grupos políticos.

Enquanto se leva a (mais do que pertinente) discussão sobre a seletividade dos grandes veículos quanto ao escândalo, o episódio da Privataria evidencia também a disputa entre Velha e Nova mídias. Não bastou a TIME do ano passado trazer Zuckerberg como Personalidade do Ano (o Le Monde trouxe Assange), ou q em 2011 a mesma revista mostrasse a foto de um "Protester" - aquele que se organizou por SMS e virou hashtag no Twitter - tralha ocuppywallstreet. A maior parte da Grande Mídia brasileira ainda não aprendeu com o exemplo do NYT (clique aqui).

Quando Merval Pereira em sua coluna fez referência aos 'blogueiros chapa branca', é preciso compreender que isso significa mais do que uma suposta disputa entre PSDB e PT. Demonstra também a batalha entre uma instituição que perde poder com a descentralização da informação e outra que parece já ter nascido com a missão de ganhar. Mas se não é novidade que a internet ajuda a derrubar regimes, vamos ver como será no Brasil no ano que vem.

Fonte: Saraiva13

De Recife - PE. DiAfonso 

Ações contra preconceito incentivam população a se declarar negra ou parda

A antropóloga Natália Maria já fez pesquisas em que pessoas negras declararam brancas: " A resposta é menos consciente do que deveria ser ".

No Censo de 2010, 55,9% dos entrevistados do DF se declararam pretos ou pardos, um crescimento expressivo em relação à pesquisa de 2000. Segundo especialistas, não houve redução no número de brancos, mas as ações afirmativas têm provocado mudanças

Fonte: Helena Mader/Correio Braziliense


O preconceito racial é um mal ainda enraizado no Distrito Federal, mas a sociedade brasiliense deu passos importantes rumo à igualdade na última década. Em 2000, quase metade dos moradores da capital se declararam brancos durante o Censo, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ao todo, 49,1% dos entrevistados afirmaram ter a pele branca — entre eles, muitos negros constrangidos de declarar a própria cor. No último levantamento, feito em 2010, esse número caiu expressivamente. No ano passado, a realidade se inverteu: 55,9% dos candangos se declararam negros — pretos ou pardos — e apenas 42% dos brasilienses disseram aos pesquisadores que se viam como brancos.

Os números revelam mudanças significativas na sociedade. Para especialistas, a redução do percentual não representa uma queda no contigente de brancos em Brasília. Na realidade, parte dos pretos e pardos, que no passado se declaravam brancos, passaram a se identificar de outra forma para os pesquisadores do IBGE. As políticas afirmativas e as mudanças culturais estimularam essa alteração na identidade dos brasilienses. A mesma tendência foi observada nos dados consolidados do país e de vários estados brasileiros.

O total de negros na população supera em 15 pontos percentuais a quantidade de pessoas que afirmaram ser brancas. Mas a realidade dos pretos e pardos ainda é mais difícil do que a do resto da população. Os brancos ganham muito mais do que os negros, que se concentram principalmente nas cidades mais pobres do Distrito Federal. No Brasil, o rendimento médio mensal das pessoas brancas alcançou R$ 1,5 mil, enquanto o dos cidadãos pretos e pardos foi quase a metade: R$ 833 para os negros e R$ 844 para os pardos.



Em Brasília, a desigualdade é também geográfica. No Lago Sul, bairro com a maior renda per capita da cidade, 78,6% dos moradores afirmaram ao IBGE ser brancos. No Recanto das Emas e em Santa Maria, duas das regiões que concentram a maior parte dos brasilienses carentes, apenas 31% dos habitantes fizeram a mesma declaração. Nessas duas regiões de baixa renda, mais de 65% dos moradores disseram ser pretos ou pardos.

Ações afirmativas
A antropóloga Natália Maria Alves Machado, 24 anos, conhece de perto o motivo das distorções registradas nos últimos censos. Ativista do movimento negro, ela é integrante do Nosso Coletivo Negro e da Rede Mocambos. Como pesquisadora, já aplicou questionários e viu pessoas pretas se declarando brancas ou pardas. “O racismo ainda persiste, especialmente em situações que dependem do olhar externo, como o mercado de trabalho ou as abordagens policiais. A resposta nesses questionários ainda é menos consciente do que deveria ser”, conta Natália.

Para a antropóloga, as ações afirmativas tiveram papel fundamental na transformação da sociedade e refletiram nos números apurados pelo IBGE. “Hoje, há um respaldo simbólico. As pessoas se sentem mais à vontade para se declararem como negras. A cor da pele significa muito, representa um lastro étnico e cultural que interfere nos rumos da pessoa no mundo”, explica Natália. Mas, para ela, ainda é preciso avançar muito. “O principal, a partir de agora, é a manutenção e a ampliação das ações afirmativas, como a inclusão no ensino superior e na pesquisa”, finaliza a antropóloga, que fez parte da primeira turma que ingressou na Universidade de Brasília pelo sistema de cotas para negros, em 2004.

Entre todas as políticas afirmativas criadas na última década, o programa de inclusão nas universidades é apontado como uma das mais importantes e efetivas. Como o rendimento entre os pretos e pardos ainda é muito inferior, o melhor caminho para mudar essa realidade é a educação, especialmente com o aumento de negros no ensino superior, afirmam especialistas.

O professor da Universidade de Brasília Nelson Inocêncio, coordenador do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da instituição, vê resultados positivos na luta por igualdade racial. Ele cita a eleição de Barack Obama, o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, como um exemplo das mudanças e defende a ampliação de políticas afirmativas. “É necessário entender que toda sociedade que se constitui de maneira desigual tem que ter política diferenciada”, justifica Nelson Inocêncio.

Ele explica que as mais efetivas ações para reduzir o preconceito no país começaram a ser implantadas depois da Conferência de Durban contra o racismo, realizada há 10 anos. “A declaração de Durban, da qual o Brasil foi signatário, representou o primeiro compromisso de combate ao racismo. Ali, começamos a desenvolver algumas ações importantes”, lembra o especialista. “Mas não bastam leis e ações, a sociedade tem que estar convencida de que não temos outra saída, de que precisamos de políticas afirmativas. O grande desafio é superar o mito da democracia racial. As relações entre brancos e negros sempre foram tensas e não podemos falar em democracia sem superarmos o racismo”, finalizou Nelson.

Mudanças
Ativista do movimento negro e dona do primeiro salão especializado em penteados étnicos, Graça dos Santos acompanhou de perto essas mudanças na sociedade. Há 20 anos, ela lembra, ninguém ousava ostentar um penteado estilo black power. “O cabelo tinha que ser esticado, sem nenhuma ondulação sequer. Mas, com o tempo, as pessoas se sentiram à vontade para se afirmar negras e, hoje, a maioria não nega mais a identidade, usando cabelos com tranças ou dreads, por exemplo”, comenta Graça.

Mas a empresária e ativista lamenta que o racismo ainda seja forte no Brasil e no Distrito Federal. Ela também luta por mais igualdade entre negros e brancos. “A maioria dos pobres e analfabetos é negra. Não houve políticas para atender a esse segmento da população. Investimentos em educação e ações afirmativas são as saídas para mudar essa realidade”, defende Graça.

Especialistas afirmam que uma das medidas mais urgentes para garantir a igualdade racial é a implantação da Lei Federal nº 10.639, de 2003. Essa legislação altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e torna obrigatório o ensino de história e cultura da África e das populações negras brasileiras nas escolas de ensino fundamental e médio de todo o país. No Distrito Federal, a lei ainda não é cumprida.

A secretária de Promoção da Igualdade Racial do Distrito Federal, Josefina Serra dos Santos, afirma que técnicos da pasta têm feito reuniões periódicas com representantes da Secretaria de Educação. A ideia é cumprir a Lei 10.369. “Brasília tem que ser referência na luta por igualdade racial. Ainda é difícil assumir que é negro no Brasil e somente com a educação será possível mudar essa realidade”, afirma Josefina. “A discriminação do dia a dia dói muito e acaba com a autoestima dos negros, por isso muitos preferem se declarar como brancos no questionário do IBGE. Mas a sociedade está mudando e acredito que o percentual de negros no próximo censo será ainda maior”, comenta Josefina.

Reconhecimento
A coleta de informações a respeito da cor e da raça dos entrevistados pelos recenceadores do IBGE tem como base a autodeclaração. Os pesquisadores não interferem no resultado, ou seja, são os participantes do censo que declaram ser pretos, pardos, brancos, amarelos, brancos ou indígenas.

Indígenas
O censo do IBGE mostrou que mais de 6 mil indígenas vivem hoje no Distrito Federal. Mesmo com um crescimento populacional de 25% no DF na última década, a quantidade de indígenas caiu tanto percentualmente quanto em valores absolutos. Em 2000, eles eram 7.154 e, em 2010, apenas 6.128.

domingo, 25 de dezembro de 2011

NATAL EM FAMÍLIA! MOMENTO ÚNICO!

 Minha filha Heloiza, eu e Nízia
 Eu minha linda HELOIZA!
 Helô e sua tia ISADORA
 Isadora e seu grande amor, David Montenegro
Pose para os machos, com detalhe para Galego(1º da esquerda) (Edvaldo Augustinho) que estava aniversariando!  Na sequência: José Antonio, Galego, Nedson, Eu meu sogro Barbosa e Peu

Festividades natalinas em família é outra coisa!  São momentos marcantes e único!  Ao lado de amigos e parentes!  Um remédio para se fazer uma reflexão!  Agradeço todos os dias a Deus por ter mim dado esses tesouros:  Nízia, Heloiza, Heitor e Hudson, esse dois últimos um se encontra em Passa e Fica-RN e o outro em Natal com sua noiva Laís!  São razões para nos orgulharmos!  Obrigado meu DEUS!

sábado, 24 de dezembro de 2011

PROGRAMA "NAÇÃO NOVA CRUZ" - HOJE! (24) - PREFEITO E "GESTÃO DE GREGO"

 O retorno do radialista, Eduardo Vasconcelos ao Programa "Nação Nova Cruz" na Rádio SERRANA - ARARUNA - PB 590 AM
Após o programa parada para o almoço de CONFRATERNIZAÇÃO dos radialistas, EDUARDO VASCONCELOS, LENILSON, CLAUDIO LIMA E ALDEMIR AGUIAR

Hoje o Programa "Nação Nova Cruz" contou com o retorno do radialista e locutor, Eduardo Vasconcelos, ausente por motivos de viagem.  O mesmo como sempre foi taxativo com a atual administração municipal, que em plena semana natalina oferece aos novacruzenses um verdadeiro descaso com os serviços essenciais á população que e ao longo desses 03 anos de gestão ainda não disse para que veio, ou melhor dizendo, já disse para que veio:  PARA NÃO FAZER NADA EM PROL DO POVO!  Apenas BLÁ, BLÁ E BLÁ BLÁ e ações NADA!

Um verdadeiro PRESENTE GREGO em plena SEMANA DO NATAL!

Já o ex-prefeito, CID ARRUDA foi direto no ponto!  "Bastava o atual prefeito manter funcionando o que ele deixou funcionando, mas o prefeito nem isso consegue fazer ou NÃO QUE FAZER!  Muito pelo contrário, tá acabando com o que o ex-prefeito, CID ARRUDA deixou , ou seja um legado de obras e ações em prol do seu povo!

Os essenciais serviços como saúde e educação estão cambaleando, quase parando!  O POVO não ver a hora de dá o troco!  Diz o velho ditado:  O POVO BOTA E O POVO TIRA! 2012 será uma oportunidade!

Programa "NAÇÃO NOVA CRUZ"  A ARMA DO POVO, A VOZ DO POVO!  Todos os sábados ao MEIO DIA na Rádio SERRANA - 590 AM, Se Ligue!

FELIZ NATAL A TODOS OS NOSSOS LEITORES!

Que o espírito do NATAL seja capaz de proporcionar um sentimento SEM PRECONCEITO e SEM DISCRIMINAÇÃO!  Onde cada ser humano possa praticar UM ATO SOLIDÁRIO com o seu PRÓXIMO, só assim TEREMOS REGASTADO REALMENTE O ESPÍRITO NATALINO!  A todo o POVO BRASILEIRO um NATAL DE REFLEXÃO!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

INAUGURADA A "BIBLIOTECA DO ESTUDANTE", RUMO A UMA BOA LEITURA


 Após a inauguração pose para as fotos que ficarão na história!
 Adolescentes observa os livros de literatura
 Eduardo - CPC-RN em entrevista na Rádio Agreste FM ao lado do locutor, Robson Gomes
 Após entrevista os dois radialistas, Eduardo Vasconcelos e Robson Gomes posam para a foto
Nova foto com a presença de Flávio representando a PASCOM de NOVA CRUZ/RN

Hoje a tarde as entidades ANE-RN, CPC-RN. CPC DA ANE-RN  e AMES-NOVA CRUZ/RN inauguraram a Biblioteca do Estudante, um espaço exclusivo para uma boa leitura e lazer!

Participaram diretores das entidades, mães, crianças e adolescentes, após as explicações do verdadeiro objetivo do projeto os presentes foram convidados a fazer uma "viagem" através dos livros e em seguida foram servidos refrigerantes, pipocas, pirulitos e salgados aos presentes.

A biblioteca funcionará nas segundas, quartas e sextas pela manhã e terças e quintas a tarde.  Haverá sempre uma atendente para orientar e tirar dúvidas com os beneficiados do projetos, ou seja: AS CRIANÇAS E OS ADOLESCENTES.  A biblioteca também terá jogos educativos, dando um toque a mais ao projeto. O bairro do Planalto agradece pela bela iniciativa em prol das crianças e dos jovens.

Brevemente será implantada nas cidades de SANTA CRUZ, UPANEMA e CURRAIS NOVOS.

As entidades agradecem aos parceiros: SINTE-RN, SINDSAÚDE-RN, FECOMÉRICO, SINDAGUA-RN, FNDE, ANDES, Agreste FM e ao comércio local, como o Supermercado Catolé, O Farturão, Curimataú, Casas São Mateus, Relojoaria Estrela, Lenilson Cunha, Cladilson dos Santos, Claudio Lima, RODOLFO AMARAL, UNE, UBES e todos aqueles que acreditaram em um SONHO A MAIS REALIZADO.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

III CURSO DE FORMAÇÃO SERÁ REALIZADO EM SANTA CRUZ-RN, DIAS 14 E 15/01/2012

Já está terminando o ano de 2011 e as entidades ANE-RN, CPC-RN, CPC DA ANE-RN, AMES-NOVA CRUZ-RN e o MESC-SANTA CRUZ-RN  começa 2012 a todo vapor!  Pois nos dias 14 e 15 de janeiro elas promovem o III CURSO DE FORMAÇÃO DE POLÍTICAS CULTURAIS E EDUCACIONAIS que ocorrerá na cidade Polo do Trairi,  SANTA CRUZ-RN, provavelmente será na E. E. Cosme Marques.

O curso tem como objetivo orientar os diretores das entidades, artistas culturais, lideranças estudantis de como fazer projetos e campanhas conscientes, buscando apoios de órgãos públicos e por fim traçar o calendário de luta de 2012.

As cidades de Upanema, Currais Novos, Santa Cruz, Nova Cruz, Lages Pintada, São Bento do Trairi, Arês, Baia Formosa, Campestre, Passa e Fica já confirmaram suas presenças.

Os participantes terão direito a apostilas, certificados e alimentação.  Os mesmos não pagarão taxas de inscrições.

O evento novamente tem o apoio de sindicatos de luta, prefeituras e órgãos públicos ligados a educação e a cultura, além do incentivo da UBES e UNE.

Maiores informações envie em mail para centropdecultura@ig.com.br ou anern.2003@hotmail.com

Nossos agradecimentos ao nosso GRANDE AMIGO e COMPANHEIRO, RODOLFO AMARAL! pelas artes dos nossos últimos cartazes (I DEBATE EM PROL DA UERN, Biblioteca do Estudante e o III CURSO DE FORMAÇÃO DE POLÍTICAS CULTURAIS), gente inteligente solidária as lutas da juventude e em especial aos novacruzenses, Valeu RODOLFO!  ANE-RN -  CPC-RN  -  CPC DA ANE-RN  -  AMES/NOVA CRUZ-RN e MESC/SANTA CRUZ-RN.

SEXTA-FEIRA (23) ENTIDADES ANE-RN, CPC-RN, CPC DA ANE-RN E AMES-NOVA CRUZ-RN INAUGURA, "BIBLIOTECA DO ESTUDANTE"

Nesta sexta-feira (23) as entidades ANE-RN, CPC-RN, CPC DA ANE-RN e a AMES-NOVA CRUZ-RN estarão inaugurando a "Biblioteca do Estudante" em sua sede provisória localizada no Bairro do Planalto - Nova Cruz-RN.  Onde terá vários livros de literatura infantil, básica entre outros.  O objetivo é oferecer a oportunidade as crianças e aos adolescentes os caminhos do saber através da leitura, assim tomando gosto pela leitura, pois em nosso país mais de 50% da população jovem não gosta de ler ou não tem interesse.

As crianças e os adolescentes terão a oportunidade de ter um pouco de lazer também através de jogos, como pega varetas, dominó, dama, xadrez, entre outros.

O projeto tem apoios de vários sindicatos, FNDE (livros didáticos), ente outros órgãos.

Os jovens terão um lugar a mais para exercerem o seu direito a LEITURA!  O projeto pretende atender inicialmente estudantes do bairro e de escolas próximas e depois para o restante da cidade.  O projeto se estenderá as cidades de Santa Cruz, Currais Novos, Upanema, entre outras, cidades essas que tem diretores das entidades que reside nas mesmas.

A inauguração será as 16h e haverá distribuição de pipocas e refrigerantes para a garotada.  Participem!

" Começaremos dando passos pequenos, depois ampliaremos nossa biblioteca para que possa em futuro bem próximo expandir com mais livros.  Solicitamos aqueles que amam a leitura se tiverem livros que algum tempo não estejam sendo utilizados façam a doação as nossas entidades para enriquecer ainda mais nossa biblioteca, nos procure!  Ou envie e mail: centropdecultura@ig.com.rn ou anern.2003@hotmail.com A juventude agradece!". Concluiu Eduardo Vasconcelos, presidente do CPC-RN e CPC DA ANE-RN e assessor da ANE-RN e AMES.