SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!

SOU FORTE, SOU GUERREIRO, SOU BRASILEIRO!
Enquanto Houver Razões Eu Não Vou Desistir

quinta-feira, 28 de julho de 2011

VEJA MATÉRIAS EM DOSE DUPLA!

A modelo Caroline Sautchuk, a gata do dia

A modelo Caroline Sautchuk, que representa as cores do Bragantino, venceu nesta segunda-feira o concurso Gata do Campeonato Paulista, em evento realizado na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF), em São Paulo. Como parte da premiação, a musa ainda levou R$ 10 mil.

Mais uma do PIG: Record censura Datena

O Brasil precisa urgentemente do Novo Marco Regulatório da Mídia. Não existe liberdade de expressão no jornalismo brasileiro. A Rede Record do bispo Macedo obedece a risca cartilha da Rede Globo. Desta vez, proibiu José Luiz Datena de dar entrevistas e está bastante incomodado com isso. Todos os pedidos feitos por jornais e revistas, desde a semana passada, não foram atendidos por causa de tal determinação. Procurado para se manifestar sobre assunto, Datena, claro, não pode falar. Datena saiu recentemente da Rede Bandeirantes pensando que faria um jornalismo franco e livre. Caiu do cavalo.

ENTRA EM VIGOR DECRETO QUE REGULAMENTA O PROGRAMA ÁGUA PARA TODOS

Foi instituído nesta quarta-feira (27/7), por meio de decreto publicado no Diário Oficial da União, o Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Água, o Água para Todos. O programa foi lançado na última segunda-feira (25/7) pela presidenta Dilma Rousseff em Arapiraca (AL) e tem a meta de promover o acesso à água potável em áreas rurais para consumo humano e para a produção agrícola e alimentar.
A iniciativa faz parte do Plano Brasil sem Miséria e vai priorizar a população que vive em situação de extrema pobreza, ou seja, com renda per capta de até R$ 70,00. Conforme dados do IBGE, atualmente 16,2 milhões de brasileiros se enquadram nessa faixa de renda, sendo mais da metade residente na região Nordeste.
“A água é algo que, no passado, utilizaram como instrumento de poder, como fonte de privilégio, que se distribuía quando se queria exercer o poder sobre as populações sem água, passando sede (…). Hoje, aqui, nós estamos assinando o compromisso do meu governo com a universalização da água, afirmando que a água é um direito de todos”, afirmou a presidenta, na cerimônia de lançamento regional do Programa Brasil sem Miséria no Nordeste.
Entre as diretrizes do programa, estão o fomento à ampliação da utilização de tecnologias, infraestrutura e equipamentos de captação e armazenamento de águas pluviais e de água oriunda de corpos d’água, poços ou nascentes e otimização de seu uso. Além disso, o governo pretende articular as ações relacionadas à segurança alimentar e nutricional; infraestrutura hídrica e de abastecimento público de água; regulação do uso da água; saúde e meio ambiente.
Os estados e o Distrito Federal poderão participar do programa mediante celebração de termo de adesão. Além disso, conforme o decreto, “poderão ser celebrados, ainda, convênios, termos de cooperação, ajustes ou outros instrumentos congêneres, com órgãos ou entidades públicas ou privadas sem fins lucrativos”.
Parte Extraída do Blog GUERRILHEIROS VIRTUAIS.

UNIÃO CIVIL GAY CONTRARIA 55% DOS BRASILEIROS, DIZ IBOPE



Uma maioria de 55% dos brasileiros é contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou a união estável entre pessoas do mesmo sexo. Mas o tema divide a população: 52% das mulheres são a favor e 63% dos homens são contra. As opiniões variam muito em função da religião, idade e escolaridade.
A pesquisa, à qual a reportagem teve acesso, foi feita pelo Ibope Inteligência entre 14 e 18 de julho. Foram entrevistados pessoalmente 2 mil brasileiros de todas as regiões, seguindo as cotas de distribuição por idade, sexo e classe de consumo. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. Os resultados podem ser extrapolados para toda a população.
A decisão do STF coincide com o que pensam os brasileiros com menos de 40 anos e contraria os mais velhos. O apoio à união gay varia de 60% entre os jovens de 16 a 24 anos a 27% entre aqueles com 50 anos ou mais.
A tolerância cresce com a escolaridade. A aceitação da união entre homossexuais é quase a metade entre quem cursou até a 4.ª série do fundamental (32%) em comparação a quem fez faculdade (60%). O mesmo ocorre com as classes de consumo. Nas classes D e E, 62% são contra. A taxa de rejeição cai para 56% na classe C e fica em 51% na soma das classes A e B. Isso se reflete nas diferenças geográficas.
Nada divide mais a opinião dos brasileiros sobre o assunto que a religião. Entre os 60% de brasileiros católicos (50% a 50%) e entre os 12% de ateus/agnósticos (51% de apoio) há um racha de iguais proporções. Entre espíritas e adeptos de outras religiões não cristãs, o apoio ao casamento de pessoas do mesmo sexo chega a 60%.
Quem desequilibra as opiniões contra a união estável homossexual são os evangélicos/protestantes. Com peso de 23% no total da população em idade de votar, eles são esmagadoramente contrários à decisão do STF: 77%. Apenas 23% concordam com os ministros. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

CARLOS AYRES BRITTO: HOMOFÓBICO "CHAFURDA NO LAMAÇAL DO ÓDIO"

Pela primeira vez publicamente, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, defendeu a criminalização da homofobia. 

Conhecido por citações poéticas e votos progressistas, o ministro disse em entrevista aos repórteres que o homofóbico “chafurda no lamaçal do ódio”.

Há dois meses no Senado, o projeto de lei anti-homofobia está parado por causa de protestos de congressistas da bancada evangélica.

Para o ministro, não são necessárias novas leis para garantir aos casais gays os mesmos direitos dos heterossexuais já que a Constituição é “autoaplicável”.

Questionado se qualquer decisão que diferencie a relação entre o homossexual e o heterossexual vai contra o STF, o ministro disse que sim. “A decisão foi claramente no sentido da igualdade de situações entre os parceiros do mesmo sexo e casais de sexos diferentes.”

Fonte: CMI Brasil

PETROBRAS DA DILMA X PETROBRAS DE FHC




O plano de investimentos da Petrobras, tantas vezes “cortado” pela mídia, finalmente saiu.
Embora a aplicação de US$ 224,7 bilhões de dólares até 2015 seja um valor que dificilmente possa ser apresentado por qualquer empresa no mundo, aqui não se vê dar a ele o valor que merece.
E merece porque mostra o quanto a Petrobras voltou a ser a responsável pelo progresso econômico do Brasil.
Mas, como medir algo tão complexo como o que está sendo investido na perfuração de e poços, em sondas, plataformas, em navios, refinarias, biodiesel, em gasodutos?
Nada mais simples do que comparar com o que era feito antes que a Petrobras retomasse sua vocação de ferramenta do desenvolvimento brasileiro.
O último plano de investimentos da Petrobras do Governo Fernando Henrique, o 2002-2006, era de US$ 31,2 bilhões. O primeiro plano do Governo Dilma, portanto, é 620% maior.
Mas é por causa do pré-sal? É, sim. Mas muito mais que isso.
O investimento em exploração e produção – ou seja, na prospecção e na operação de poços de petróleo – era, naquela época, de US$ 21,4 bilhões, dos quais US$ 14,6 bilhões no Brasil.
Agora, este valor saltou para US$ 127,5 bilhões. Ou um aumento de investimentos de 495,8%.
O que se investia no exterior representava, no final do governo FHC, 24% do total. 76% eram investidos no Brasil. Agora, são 95% no Brasil e 5% no exterior.
Nos setores de refino de petróleo, transporte e distribuição, a previsão em 2002 era a de investir US$ 6,4 bilhões. Em 2011, este valor passou a US$ 70,6 bilhões. A taxa de crescimento? “Só” 1103%.
E porque esta área cresceu mais que as outras, embora todas tenham crescido muito?
Porque essa é a área que cuida, essencialmente, do consumo interno. E da qualidade dos negócios que o Brasil fará com o petróleo extraído do pré-sal.
É aí onde se decidirá se seremos apenas um exportador de petróleo bruto – embora tenhamos de exportá-lo assim, também – que importará seus derivados e produtos de fora.
No refino de petróleo, não há um “especialista” da mídia – unzinho, sequer – defendendo a “abertura do mercado”. Na prática, aí ninguém quer mexer com o monopólio de fato da Petrobras. Nenhuma grande petroleira quer investir bilhões de dólares numa atividade que exige muito tempo e dinheiro para ser implementada.
O abastecimento nacional, o desenvolvimento nacional, o emprego e a renda dos brasileiros que dependem do petróleo não são prioridade. A prioridade é outra.
Os eficientíssimos capitalistas estrangeiros são como aquele deputado que ficou famoso por querer “a diretoria que fura poço”.
Só que os deles são de petróleo. O nosso petróleo.
Fernando Brito

CID ARRUDA CÂMARA VISITA A FEIRA LIVRE DE NOVA CRUZ-RN

Visita a feira livre de Nova Cruz-RN

O locutor Alexandre (chicão novo) que continua com Cid Arruda
Quem esteve visitando a feira livre de Nova Cruz, foi ex-prefeito Cid Arruda Câmara, que é um forte pré-candidato a prefeito na sua cidade. Ao seu lado estiveram o seu genro advogado Cyrus Benavides, os blogueiros Lenilson do Agreste e Rafael do Agreste, algumas lideranças, sem faltar a presença sempre marcante da JUVENTUDE NAÇÃO NOVA CRUZ. Durante a visita Cid recebeu o carinho de diversos populares que pediam a sua volta em 2012.
Cid Arruda na feira

Abaixo-assinado Exame de Ordem da Oab é Inconstitucional

Abaixo-assinado Exame de Ordem da Oab é Inconstitucional

Para:Bacharéis de direitos e todos os cidadãos. O Exame da OAB é inconstitucional e não qualifica ninguém. O Exame da OAB não qualifica ninguém. O Exame da OAB é inconstitucional. A OAB não é instituição de ensino, para qualificar ninguém. De acordo com a Constituição Federal, em seu art. 205, “A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.”

De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/96), “A educação superior tem por finalidade: (…) II - formar diplomados nas diferentes áreas de conhecimento, aptos para a inserção em setores profissionais….” (art. 43) e “Os diplomas de cursos superiores reconhecidos, quando registrados, terão validade nacional como prova da formação recebida por seu titular.” (art. 48)
Os bacharéis em direito, portanto, ao receberem o seu diploma, de uma instituição de ensino superior autorizada e fiscalizada pelo poder público, através do Ministério da Educação, já estão qualificados para o exercício da advocacia, que é a profissão liberal do bacharel em direito. O Exame da OAB não qualifica ninguém. Isso é um absurdo.
Expressemos nossa indignação e nossa ciência da inconstitucionalidade do exame de ordem através deste abaixo assinado.
Palavras chave (contra o exame de ordem, contra o exame da ordem, exame inconstitucional, contra exame da oab).Os signatários  Fonte:  Blog da Dilma.

USTRA, TORTURADOR DO DOI-CODI E COLABORADOR DA FOLHA, VAI A JULGAMENTO NESTA QUARTA

Ustra, torturador do DOI-CODI e colaborador da Folha, vai a julgamento nesta quarta

Quem diz que Carlos Alberto Brilhante Ustra é torturador não é a Revista Fórum, é a Justiça brasileira. Em ação movida pela família Teles, em 2007, o coronel reformado do Exército que comandou o DOI-CODI de São Paulo entre 1970 e 1974 foi declarado culpado do crime de tortura. Ele poderá, a partir de hoje, acrescentar “assassino” ao seu currículo. Haverá audiência no Fórum João Mendes, no centro de São Paulo, a partir das 14h30min, em que testemunhas da morte do jornalista Luiz Eduardo da Rocha Merlino, militante assassinado no DOI-CODI em julho de 1971, terão a oportunidade de confrontar o torturador. Os movimentos de repúdio à tortura pedem comparecimento em massa.
A ação movida pela família de Merlino é de natureza civil e já é a segunda. No primeira, o torturador conseguiu escapar graças a um artifício jurídico. Uma das várias pessoas que havia acusado Ustra não anexou documentos que comprovassem que ela havia sido, realmente, companheira de Merlino, como afirmara. Com base nesse detalhe técnico, o processo foi descartado.
O processo não visa indenização material, mas o reconhecimento, por parte do Estado brasileiro, de que o Coronel Ustra é o responsável pela morte. Merlino foi torturado durante 24 horas seguidas em julho de 1971, logo depois de ser capturado. Foi deixado sem socorro pelos militares do DOI-CODI e veio a morrer gangrenado depois de ser levado ao Hospital Geral do Exército.
O Coronel Ustra foi reconhecido em 1985 pela atriz Bete Mendes como um de seus torturadores. Estarão presentes amanhã como testemunhas cinco companheiros de Merlino no Partido Operário Comunista (Otacílio Cecchini, Eleonora Menicucci de Oliveira, Laurindo Junqueira Filho, Leane de Almeida e Ricardo Prata Soares); o ex-ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo de Tarso Vanucchi; e o historiador e escritor Joel Rufino dos Santos.
As testemunhas do torturador serão José Sarney, Jarbas Passarinho, um coronel e três generais da reserva do Exécito, todo eles através de cartas precatórias. A ação é subscrita pelos advogados Fábio Konder Comparato, Claudineu de Melo e Aníbal Castro de Souza. Recentemente, o torturador Ustra foi convidado pela Folha de São Paulo para publicar artigo de opinião no jornal.
A sessão acontece nesta quarta, dia 27 de julho, às 14h30, no Fórum João Mendes, Praça João Mendes, Centro de São Paulo. É uma oportunidade raríssima de passar a limpo pelo menos uma das incontáveis atrocidades cometidas pelos torturadores e asassinos da ditadura brasileira. O movimento Tortura Nunca Mais pede comparecimento em massa.
Idelber Avelar é colunista da Revista Fórum outro mundo em debate.
Fonte: Blog Contexto Livre.

terça-feira, 26 de julho de 2011

COLUNA DA DILMA: CULTURA VIVA, LUZ PARA TODOS E MEDIDAS ADOTADAS NA SAÚDE

 

Na coluna “Conversa com a Presidenta” desta terça-feira (26/7), publicada em jornais e revistas no Brasil e no exterior, a presidenta Dilma Rousseff responde a questionamentos sobre os programas Cultura Viva e Luz Para Todos, além de medidas adotadas na área da saúde pública. O produtor cultural Fernando Milani Rosella, de Jaú (SP), começou sua indagação com a seguinte afirmação: “o programa Cultura Viva foi elogiado pela senhora como sendo um dos melhores programas do governo. Contudo, hoje há inadimplência”. Em seguida, perguntou se a presidenta pretende manter o programa em seu governo.
 
Dilma Rousseff respondeu que manterá o programa, “que é uma herança muito importante do governo Lula”, segundo ela. Lembrou, ainda, que o Cultura Viva tem como base os Pontos de Cultura, que são núcleos de produção cultural independente, instalados nas periferias das grandes cidades e no interior do Brasil para a promoção da diversidade cultural brasileira. A presidenta explicou que esses núcleos são mantidos pelas próprias comunidades e apoiados pelo governo federal.
 
“Os selecionados pelo Ministério da Cultura (MinC), por meio de editais públicos, recebem subvenções. O objetivo é estimular e fortalecer suas atividades, com a contratação de profissionais e aquisição de equipamentos. Já há mais de 2.700 Pontos de Cultura em todo o país, que envolvem milhares de pessoas em atividades de arte, cultura, educação, cidadania e economia solidária”, afirmou Dilma Rousseff.
 
Em relação aos restos a pagar, que ficaram para este ano, a presidenta informou que mais de 30% deste valor já foi pago até junho, e que o MinC está trabalhando para que o restante seja pago até o fim do ano. “A situação está se normalizando. O apoio aos Pontos de Cultura é o reconhecimento de que o povo é não apenas receptor, mas também protagonista, produtor e difusor de cultura e arte. Esses núcleos contribuem de forma significativa para o exercício pleno da cidadania”, disse.

João José de Brito, agricultor na cidade de Wanderley (BA), relatou, em seu questionamento, que o programa Luz Para Todos ainda não chegou ao local onde mora e quis saber se a situação depende do prefeito. “Não, João, a prefeitura não é responsável. E ninguém está excluído do Luz para Todos”, enfatizou a presidenta em sua resposta. Quando foi lançado, em 2003, o programa – coordenado pelo Ministério de Minas e Energia e executado pelas concessionárias de energia elétrica e cooperativas de eletrificação rural – tinha a meta de levar energia elétrica para 2 milhões de moradias até 2008, explicou Dilma Rousseff. De acordo com a presidenta, o objetivo foi atingido, mas foram identificadas novas áreas não eletrificadas. Por isso, o programa foi prorrogado.
 
“Essa decisão foi tão acertada, que já realizamos até hoje 2,7 milhões de ligações. E há duas semanas, assinei decreto prorrogando de novo o Luz para Todos – desta vez, para 2014 –, para que mais famílias, identificadas pelo IBGE, possam ser beneficiadas. Portanto, você e outros brasileiros sem acesso à energia elétrica vão ser atendidos”, garantiu a presidenta.
 
De São Paulo (SP), o técnico econômico Joel Silva indagou a respeito das medidas que a presidenta pretende adotar em relação à saúde, para suprir as necessidades da área. “Estamos trabalhando muito para enfrentar este desafio”, respondeu Dilma Rousseff. A presidenta informou que, nos últimos sete meses, várias providências já foram tomadas para melhorar o acesso da população aos serviços do SUS.
 
“Com o Saúde Não Tem Preço, mais que dobramos a distribuição de medicamentos para hipertensão (190%) e diabetes (133%) na rede Aqui Tem Farmácia Popular. Criamos 629 novos leitos de UTI e continuamos expandindo as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), que reduzem em até 95% a necessidade de ir ao hospital em caso de urgência. Estamos apostando na atenção básica, que ocorre nas unidades básicas mais próximas da casa e do trabalho dos brasileiros, como a melhor forma de cuidar da saúde. Por isso, começamos a reformar e readequar as quase 37 mil unidades, que oferecem solução para 80% das doenças. Para estimular a qualidade do atendimento, instituímos um programa de qualidade que premia as melhores equipes. Incluímos ortodontia e implante dentário no programa Brasil Sorridente e lançamos a Rede Cegonha, que vai oferecer tratamento humano e eficaz para mães e bebês, desde a confirmação da gravidez até os dois primeiros anos da criança”, esclareceu.
 
E concluiu com a seguinte explicação: “Todos estes esforços, Joel, são divididos com os estados e os municípios. Em junho, publicamos um decreto que reorganiza toda a gestão do SUS, ao estabelecer, pela primeira vez, metas de atendimento à população e definir com clareza quais as atribuições e responsabilidades, inclusive financeiras, da União, dos governos estaduais e das prefeituras”.
Blog do Planalto

GAZETA DO AGRESTE: FLÁVIO CORRE CONTRA O TEMPO PARA DISPUTAR A REELEIÇÃO

Embora alguns fanáticos do prefeito julguem a reeleição como "ganha", a disputa não será fácil 


Em 2008 Flávio foi eleito Prefeito de Nova Cruz com um recorde histórico de votos. Parece que as Eleições foram ontem. O tempo não para e o desafio para se reeleger se torna uma meta a ser alcançada em curto prazo. Flávio precisa acelerar o seus trabalhos para se reeleger. 

Não restam dúvidas de que Flávio Azevedo é, atualmente, o político mais forte dentro do município de Nova Cruz, por dispor de estrutura, apoios de lideranças estaduais e ter uma oposição desarticulada.

Mas por outro lado, Flavio precisa convencer o seu próprio povo, a quem chama de “bacuraus”, de que merece continuar comandando a cidade por mais quatro anos. Será o momento do gestor prestar contas ao povo do que fez, do que ainda pretende fazer, e explicar por que precisa continuar. 

Assim como ocorre na maioria dos municípios do interior brasileiro, as pessoas julgam um político não pela sua capacidade de fazer, administrar, mas sim pelos compromissos firmados durante uma campanha eleitoral. Quando um prefeito deixa de cumprir um acordo, mesmo que seja bom administrador, a outra parte vai julgá-lo como péssimo gestor. 

A situação de Flávio é crítica e ao mesmo tempo fácil. O prefeito possui uma significativa taxa de rejeição dentro do próprio bloco politico, podendo equilibrar a disputa com o adversário e dificultar a sua reeleição. No entanto, Flávio tem mais facilidade para reconquistar os “eleitores perdidos” do que seus adversários. 

Porém, para trazer de volta alguns eleitores que lhe deram apoio em 2008, o atual prefeito precisa correr contra o tempo e resolver uma série de fatores, entre eles, cumprir acordos prometidos durante a campanha; mostrar o que já fez por Nova Cruz e ainda, garantir que continuará a cumprir com os seus compromissos caso seja reeleito
.
 

Fonte: Extraído da Gazeta do Agreste On Line.

" Em primeiro lugar quero parabenizar a Gazeta do Agreste pela matéria transparente e realista, pois relata a verdadeira situação do senhor prefeito.  A disputa eleitoral em 2012 vai ser parada dura, mesmo com a possibilidade de 03 ou mais concorrentes a prefeitura de Nova Cruz-RN, coisa que eu acho dificil de acontecer.  Pois vejamos, para Max realmente ser candidato o irmão do mesmo, João Paulo, vice-prefeito, terá que renúnciar 9 meses antes do pleito.  E se realmente Max vir a  ser candidato o mesmo tira  votos do lado  que seu irmão foi eleito, ou seja... de Flávio!  Agora se houver uma união da oposição ai o bicho PEGA!  O atual prefeito terá que prestar conta a população, vai dizer o quê?  Mostrar o quê? NADA!  A comparação de gestores é enorme se comparar a administração de Dr. Cid Arruda Câmara com a do atual prefeito, ele sabe disso.  Agora discordo em tese a essa comparação de quebra de compromisso, pois NOVA CRUZ sabe as aves de rapina só pensam em si próprio e o povo que se esplodam!  Só querem tá no poder, pula de galho em galho feitos macacos, com todo respeito aos macacos.  Por isso, que pregamos a Campanha do VOTO CONSCIENTE, pois VOTO Não Preço, Voto Tem Consequência!  Vamos esperar o abrir da urnas". Eduardo Vasconcelos.

KASSAB E O "ALTO ASTRAL" DOS MORADORES DE RUA

Kassab e o “alto astral” dos moradores de rua

“O astral dos moradores de rua está muito bom, acho que é porque o frio deu uma trégua hoje.” A sentença é do prefeito Gilberto Kassab, dita em visita a um albergue no Brás, na noite de ontem, na região central da cidade de São Paulo
Ficar em silêncio quando não há nada de útil para se dizer é um dom que poucos políticos têm. O nosso prefeito, por exemplo, já provou em mais de uma ocasião que não está entre os agraciados (lembram-se quando expulsou aos berros de “vagabundo” um cidadão que protestava em um posto de saúde no bairro de Pirituba?).
A assessoria justificou que ele estava se referindo ao astral super tchap-tchura que sentiu no albergue e não na rua. Ah, tá! Aí, tudo bem! Afinal de contas, um albergue – como todos sabemos – é um espécie de clube de inverno onde todos vão felizes se hospedar para desfrutar das nababescas instalações de lazer e recreação (dizem que tem até ofurô!), e não para fugir do frio e do achincalhamento por parte da super bem treinada Guarda Civil Metropolitana ou como consequência da inexistência de uma política séria para habitação.
Faça um teste: deixe o prefeito uma noite em um albergue da capital e pergunte para ele, na manhã seguinte, sobre o “astral” que sentiu ao sonhar com um quarto e uma cama só seus,
A recuperação da área central de São Paulo não se restringe a uma valorização estética das ruas, edifícios e bens culturais, como vem sendo a prioridade do poder público até agora. Inclui também o repovoamento do local, trazendo vida à região, com incentivos para o estabelecimento das classes média e baixa. O que tem sido feito é o contrário: expulsa-se o povão, implanta-se uma arquitetura da exclusão (com formas de afastar essa gente encardida de perto) e ergue-se monumentos à música e às artes. Allegro! Para compensar, um albuergue aqui e acolá a fim de que os rejeitados sejam recolhidos e depositados em algum lugar antes que termine a sessão na Sala São Paulo e as pessoas de bem sejam obrigadas a deglutir cenas incômodas. Presto!
Sabe o motivo do alto astral dos moradores, prefeito? É que pipocam pela cidade prédios fechados com tijolos mostrando que a urbe considera mais importante alimentar a especulação imobiliária do que permitir que os sem-teto que rondam por perto possam se proteger do tempo em uma lar. O déficit qualitativo e quantitativo de habitação poderia ser drasticamente reduzido se esses imóveis trancados pudessem ser desapropriados e destinados gratuitamente para quem precisa. Há prédios que devem milhões de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e poderiam ser alvo do Decreto de Interesse Social, uma vez que permanecem vagos por anos. Mas aí mexe com gente economicamente poderosa, né?
Outro motivo para celebrar com o prefeito? Vamos lá: na cidade de São Paulo, o pessoal que não se enquadra nos albergues pode ser vitima do preconceito e da intolerância. Chacinas envolvendo a população de rua ficaram conhecidas por aqui. Em maio do ano passado, cinco foram assassinados no bairro do Jaçanã, periferia de São Paulo. Dormiam embaixo de um viaduto. Em agosto de 2004, sete outros foram mortos, na maior chacina contra o povo de rua na cidade. As investigações apontaram para policiais militares.
Em uma sociedade que impõe à população de rua a pecha de vagabundos, ladrões, traficantes, de ameaças à saúde pública, não é de se estranhar que a pressão pela resolução de crimes como esses ou mesmo do seu problema de moraria não esteja entre as nossas principais pautas. Tentar entender a realidade do outro? Nem pensar! Quem é diferente que se mude. Ou vá para um albuergue.
Seja pela falta de políticas públicas que lhes garantam dignidade, seja pela bala e, agora, pela ironia no Twitter, parece que estamos tentando tornar sua existência insuportável. Resolvemos o nosso problema acabando com o outro. A faxina social vai ocorrendo, dessa forma, a conta-gotas, pelas mãos do Estado ou de agentes privados. Talvez para não melindrar o cidadãos de bem, que não gostam de mendigos por aí, têm horror a cenas de violência e querem a vida em alto astral.
Por zcarlos.

INSTITUTO LULA PODERÁ REEDITAR CARAVANAS DA CIDADANIA EM PAÍSES DA ÁFRICA E AMÉRICA LATINA

DIRETAMENTE DO BLOG AMIGOS DO PRESIDENTE LULA
No início de junho, em uma conversa com o presidente Hugo Chávez, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu broncas e conselhos ao amigo venezuelano. Lula repassou a Chávez a reclamação de empresários brasileiros em relação à dificuldade para importar coque de petróleo daquele país e o questionou sobre o programa habitacional "Gran Misión Vivienda Venezuela", a versão local do "Minha Casa, Minha Vida". No Palácio Miraflores, em Caracas, o petista colocou em xeque a meta ambiciosa do programa, de construir dois milhões de casas até 2017.

No fim daquele mês, em encontro com o presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, o ex-presidente o orientou a mapear e cadastrar todas as famílias carentes do país, antes de pensar na criação de um programa como o Bolsa Família, carro-chefe de sua gestão na Presidência. Em maio, Lula esteve no Panamá com o presidente Ricardo Martinelli. O petista aconselhou o governante, empresário varejista que ascendeu por fora da elite do país, como driblar resistências sociais. Recém-eleito presidente do Peru, Ollanta Humala também procurou o ex-presidente em busca de aconselhamento.

Do Blog Os Amigos do Presidente Lula.

LULA É ELEITO PERSONALIDADE DO ANO PELA REVISTA VIDA IMOBÍLIÁRIA


Esse é o cara mesmo.Só falta receber o Nobel da Paz.
O conselho editorial da Revista Vida Imobiliária elegeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente da Rodobens Negócios Imobiliários, Eduardo Gorayeb, como Personalidade do Ano, na primeira edição da premiação.
Lula foi escolhido como Personalidade Pública, por sua contribuição ao extraordinário crescimento da indústria imobiliária e pela criação e condução do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Já Gorayeb, como Personalidade Empresarial, foi eleito em razão de a Rodobens Negócios Imobiliários ser uma das empresas que mais fez lançamentos no âmbito do Programa Minha Casa, Minha Vida.
O jantar de premiação, marcado para o dia 25 de julho de 2011, segunda-feira, 19:00, será no Clube Atlético Monte Líbano, na capital paulista.
Sobre o Prêmio
Em sintonia com o atual momento do mercado imobiliário nacional, a revista Vida Imobiliária instituiu o Prêmio Personalidade Vida Imobiliária. O objetivo do prêmio, que tem duas categorias (Pública e Empresarial), é laurear aqueles que se destacaram pelos relevantes serviços ao setor imobiliário e à construção civil. Contando com um júri formado pelos membros do Conselho Editorial da Revista Vida Imobiliária, presidido pelo engenheiro Romeu Chap Chap, a votação indicou os dois vencedores.


Para mais informações:
Assessoria do prêmio Vida Imobiliária
Elenita Fogaça Comunicação
Elenita Fogaça
PT.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

VIRGÍLIO GOMES DA SILVA... UMA JUSTA HOMENAGEM!

VIRGÍLIO GOMES DA SILVA... UMA JUSTA HOMENAGEM!




Um mártir que morreu em favor dos milhões de brasileiros
Esta é uma saudação à luta dos milhares de brasileiros que, como Virgílio Gomes da Silva, se levantaram contra a tirania, a opressão, a injustiça e a iniquidade do período da ditadura militar. Foram homens e mulheres, na plenitude da vida, que largaram seus sonhos pessoais em busca da redemocratização do Brasil.

 Conceder o Título de Cidadão Paulistano “in memorian“ a Virgílio Gomes da Silva é prestar uma justa e digna homenagem à memória deste bravo brasileiro que lutou com dignidade pela liberdade, em nome de um país soberano. 

É com orgulho que dedico esta honraria a um potiguar, nordestino, meu conterrâneo, que fugiu da seca, superou a pobreza e chegou a São Paulo em busca de transformações. Aqui derramou seu sangue, despedaçou sua carne e se desfez no solo paulistano, onde seus ossos ainda não foram encontrados.

É também uma oportunidade em que homenageio sua esposa D. Ilda e seus filhos, Vlademir, Virgílio, Gregório e Isabel.
Este ato é uma forma de preservar a memória de um período cruel da história do nosso Brasil, que não deve se repetir nunca mais.


Vereador Francisco Chagas

" Está de parabéns o Vereador Francisco Chagas-PT/SP pela justa HOMENAGEM ao companheiro Virgílio Gomes da Silva, morto pela ditadura militar em 1969.  Virgílio nasceu em Sítio Novo-RN, mas na época pertencia a Santa Cruz-RN.  O nobre vereador Francisco Chagas, também é do Rio Grande do Norte, nascido na cidade de Riachuelo-RN, que muito HONRA o nosso Estado, fazendo um belíssimo trabalho na Câmara de Vereadores de São Paulo em prol dos mais humildes.  Valeu FRANCISCO CHAGAS, o RIO GRANDE DO NORTE AGRADECE!  A homenagem ocorrerá dia 15 DE AGOSTO, ás 19h30 no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo - 8º andar - Vd.  Jacareí, 100 - São Paulo-SP".  Eduardo Vasconcelos-CPC-RN.

25 DE JULHO É O DIA INTERNACIONAL DA MULHER NEGRA, LATINO-AMERICANA E CARIBENHA

Debate alusivo ao 25 de julho – Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha, acontece em 29/07, através de vidoconferência às 10h, com participantes nos 27 Estados da Federação

Para marcar o 25 de julho – Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha, a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade (SEPPIR) realizará uma videoconferência em 29 deste mês, a partir das 10h. O debate envolverá mulheres negras das 27 capitais em torno do tema: “Participação da mulher negra nas conferências nacionais”. A geração será iniciada às 10h, a partir da sede do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), parceiro da iniciativa responsável também pela rede receptora nas capitais brasileiras.

A ministra da SEPPIR, Luiza Bairros, dirigirá o debate que será transmito ao vivo pela TV NBR e terá link para participação pela internet. Os pontos de recepção nas unidades das capitais também serão divulgados.

Dia da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha

A data foi criada em 25 de julho de 1992, durante o I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-Caribenhas, em Santo Domingo, República Dominicana, quando estipulou-se que este dia seria o marco internacional da luta e da resistência da mulher negra. Desde então, sociedade civil e governo têm atuado para consolidar e dar visibilidade a esta data, tendo em conta as condições de opressão de gênero e étnico-raciais em que vivem estas mulheres.

O objetivo da comemoração do 25 de julho, portanto, é ampliar e fortalecer as organizações de mulheres negras, construir estratégias para a inserção de temáticas voltadas para o enfrentamento ao racismo, sexismo, discriminação, preconceito e demais desigualdades raciais e sociais. É um dia para ampliar parcerias, dar visibilidade à luta, às ações, promoção, valorização e debate sobre a identidade da mulher negra brasileira.

Coordenação de Comunicação SEPPIR

Fonte: Blog do Cristovam 

COMO ENGANAR O "FREGUÊS"




O Estadão publica agora à noite uma matéria que é um primor na arte de enganar o freguês.
Já começa do título: Brasil é nº 1 em encargos trabalhistas.

E o texto começa com aquele estilo de abertura de Jornal Nacional: “Confirmado: o Brasil é mesmo o campeão mundial dos encargos trabalhistas.”.

E, daí por diante, reproduz os dados de uma pesquisa da Fiesp, que mostrariam que, proporcionalmente, os encargos pagos pelas empresas sobre os salários dos trabalhadores no Brasil seriam a fonte da falta de competitividade da indústria brasileira frente aos concorrentes estrangeiros.

Ninguém duvida que essa legislação tem que ser revista e os encargos, em boa parte, devem ser transferidos da folha de pagamentos para o faturamento das empresas, como forma de tornar justa a contribuição social, sem castigar quem emprega muito para faturar relativamente pouco e tributando quem ganha muito sem gerar emprego em quantidade significativa, como o setor financeiro.

Mas a matéria passa longe disso. E é um tal de dizer que se paga mais aqui do que em Taiwan, na Argentina, na Coreia do Sul e no México. Seriam 32,4% de encargos, contra uma média de 21,4% nos 34 países estudados.
E, então, um parágrafo que é uma pérola da coleção de “verdades absolutas e indiscutíveis”.
“Apesar de o título brasileiro de campeão mundial já estar consolidado há um bom tempo no debate econômico, faltavam informações sobre a representatividade dos encargos trabalhistas no custo da mão de obra em um conjunto de países.

E aí, o mais chocante: por conta da valorização do real, os nossos encargos subiram, em dólar, de 2004 a 2009, 119,5%. Infinitamente mais que na Coreia, onde subiram 1,2%, medidos na moeda americana.

Que coisa, não é? A culpa da falta de competitividade é deste malandro, o trabalhador, que tem direitos demais e deste Estado, parternalista, que foi inventar estas coisas como previdência, FGTS, seguro contra acidentes de trabalho…

Mas aí, no penúltimo parágrafo, quando o freguês já “comprou” a história e “já foi embora” da reportagem, dizendo que “este país não tem jeito”, vem o dado que revela toda a “armação”.

É que os encargos trabalhistas no Brasil, mesmo sendo proporcionalmente altos, incidem sobre os salários muito baixos que são pagos aos nossos trabalhadores. E que no “campeão” dos encargos trabalhistas, eles custam menos da metade (US$ 2,70 a hora) do que a média dos 34 países pesquisados, que é de US$ 5,80 a hora.
- Ué, mas se pagamos menos da metade, em dólar, como é que podem ser os encargos a razão de nossos produtos custarem mais, no mesmo dólar? – pergunta o cordeiro ao lobo.
Irrelevante, diz o lobo. Vocês, trabalhadores, são os culpados de tudo.

Do Blog TIJOLAÇO.COM

FAXINA NO DNIT VAI AO EXÉRCITO. ALÔ, ALÔ JOHNBIM!



A faxina chega ao PMDB

A indispensável coluna “Rosa dos Ventos”, de Mauricio Dias, na pág. 20 da Carta Capital desta semana, tem um titulo assustador: “Bandalheira fardada. Vêm à tona as ligações entre o DNIT e o Instituto Militar de Engenharia.”

José Henrique Sadok de Sá, devidamente faxinado do DNIT, é o fio da meada que leva a desvio de recursos públicos em licitações realizadas pelo IME, segundo inquérito Policial Militar, aberto pela Justiça Militar, no Rio.

Havia oito empresas no esquema de que participava também uma filha de Sadok.

São seis militares do Exército os suspeitos, além de nove civis.

Os autos foram enviados à Procuradoria da Justiça Militar, uma vez que três generais foram citados no inquérito.

Segundo Dias, tratava-se de um esquema de “lucro rápido e fácil”.

Alô, alô Ministro da Defesa (de quem ?) ?
Fonte: saraiva13

FERNANDO MINEIRO SERÁ CANDIDAT0 PELO PT A PREFEITO DE NATAL EM 2012

Assessoria do mandato
Fátima Bezerra: "Conseguiremos sair de três para 10 ou 12 prefeituras no Rio Grande do Norte".

* Matéria publicada no Nominuto.com

O Partido dos Trabalhadores (PT) de Natal tem uma resolução clara de candidatura própria, com o deputado estadual Fernando Mineiro concorrendo ao cargo de prefeito da capital potiguar. É o que garante a deputada federal Fátima Bezerra.

Em entrevista ao Jornal 96 na manhã de hoje (25), Fátima afirmou que não houve qualquer conversa a respeito de aliança entre o seu partido e o Partido Socialista Brasileiro (PSB), como foi veiculado na imprensa durante a semana passada. A deputada garante que se alguém do PT não defende candidatura própria, não teve coragem até hoje de dizer isso no partido. “Conversei com a ex-governadora Wilma de Faria, sim, sobre as perspectivas do Governo Federal. Com a responsabilidade que temos, enquanto lideranças políticas, precisamos nos preparar com vistas ao pleito de 2012”, disse.

De acordo com a deputada, o objetivo do PT no pleito do próximo ano é manter as prefeituras que já são comandadas pelo partido, ao mesmo tempo em que será buscada a ampliação da presença nas câmaras municipais. “É bem provável que conseguiremos sair de três para 10 ou 12 prefeituras no Rio Grande do Norte. É importante ampliarmos a presença do partido nas câmaras municipais e estamos trabalhando nessa direção. Este é o momento dos partidos trabalharem, organizarem seus quadros”, ressaltou.

A respeito da eleição de Micarla de Sousa, no pleito de 2008, Fátima comentou que as mesmas forças políticas arregimentadas na ocasião, hoje querem posar como oposição da atual prefeita. E boa parte daqueles que votaram em Micarla agora se dão conta do equívoco que cometeram, fazendo com que o sentimento hoje em natal seja de frustração. “O candidato do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), Rogério Marinho, é um dos grandes responsáveis pela situação em que Natal se encontra hoje. Isso pela ambição desmedida que ele teve”, exemplificou.


Reajustes
A deputada falou também sobre a questão dos reajustes de servidores estaduais, principalmente dos policiais militares e professores. Ela classificou a postura do Governo do Estado, ao negociar com as categorias que promoveram greves no início deste ano, como atrasada e autoritária. “Resumiria da seguinte maneira: faltou sensibilidade, compromisso, habilidade, enquanto sobrou prepotência, arrogância e intransigência”, detalhou.

Para Fátima Bezerra, os policiais militares precisam se unir em torno da aprovação da PEC 300, pois para a implantação será necessário que todos os 27 governadores do país concordem. Já sobre o final da greve da educação, sem que os professores tenham conseguido a implantação de um reajuste imediato de seus vencimentos, a deputada federal considera que a postura da categoria foi corajosa. “Os professores voltaram humilhados e digo com muito pesar que se o governo não fizer uma autocrítica dessa postura, temo pelos quatro anos que o governo do DEM (Democratas) estará à frente do RN”, concluiu.
Fonte: SITE DA DEPUTADA FÁTIMA BEZERRA



segunda-feira, 18 de julho de 2011

FÁTIMA BEZERRA RENOVA APELO PARA NEGOCIAÇÃO ENTRE SINTE E GOVERNO SEGUNDA-FEIRA

A audiência amanhã entre o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (Sinte) e o Governo do Estado, após 77 dias de greve e uma decisão judicial contra o movimento, terá entre os seus interlocutores a deputada federal Fátima Bezerra (PT).

A intervenção de Fátima Bezerra, a convite do Sinte e em prol dos professores, estampou a manchete do Jornal de Hoje que circulou na tarde de sábado (16) , “Sinte recorre a Fátima Bezerra para reabrir negociações com o Governo”.

Até o momento, a proposta apresentada pelo Governo do Estado não foi capaz de superar o impasse, e depois que o Tribunal de Justiça determinou a volta imediata às salas de aula sob o risco de pagamento de R$ 10 mil de multa anual, Rosalba Ciarlini (DEM) vem ameaçando aumentar o valor da multa, contratar outros professores de forma temporária e cortar o ponto dos grevistas.

“Aproveito para renovar o apelo à governadora para que repense a situação dos professores. A categoria já flexibilizou a proposta para junho de 2012 e o que esperamos agora é que haja a flexibilização do Governo também. Estamos em um momento delicado e é preciso serenidade. Esta é a hora de sentar à mesa novamente e, com maturidade de ambas as partes, baixar os ânimos e conseguir uma saída negociada para a greve”, disse a deputada ao jornal.

Os professores querem ter direito ao piso salarial estabelecido por Lei e revalidado em abril pelo Supremo Tribunal Federal e apresentaram uma tabela remuneratória onde o salário dos professores ficam em um patamar um pouco menor que o dos servidores do estado. Atualmente, o piso dos professores é de R$ 1.187,97 mensais para uma jornada de 40 horas por semana.

Fonte: Blog da Fátima


sexta-feira, 15 de julho de 2011

DEPUTADA FÁTIMA BEZERRA VAI COM PREFEITOS AO FNDE

Foto: Babá, Assis, Fátima, Leopoldo, Sinval Salomão, Miguel e Leonardo

 

Hoje/ontem (14/7) de manhã, a deputada Federal Fátima Bezerra, acompanhada dos prefeitos de São Tomé, Florânia, Ipanguaçu e Santana do Matos, esteve no FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) para tratar da liberação de recursos e assinaturas de convênios referentes à construção, reformas e ampliações de creches e escolas municipais. Também foram resolvidas pendências relacionadas aos municípios de Açu e Tenente Laurentino.

 A reunião foi com o diretor de Programas e Projetos do FNDE, Leopoldo Jorge Alves Júnior.

Em relação a São Tomé, foi acertada a assinatura de um convênio para a reforma de oito escolas, incluindo a do prédio onde funcionava a antiga escola do CNEC. “Ficamos de mandar alguns documentos, mas, em princípio, o FNDE concordou com a liberação dos recursos”, informou o vice-prefeito do município, Miguel Salustiano, que acompanhou o prefeito Anteomar Pereira da Silva (Babá) nesta reunião. O diretor do FNDE também assegurou que será agilizada a liberação de metade da obra de uma creche do Proinfância.

Para Santana do Matos, foi assegurada a liberação da segunda parcela para a conclusão da creche do Proinfância. A deputada Fátima Bezerra aproveitou a reunião para tratar da situação de Açu, Florânia e Tenente Laurentino. Para os dois últimos municípios serão liberadas a primeira e a segunda parcela, respectivamente, do convênio do Proinfância. Já em relação a Açu, a deputada Fátima acertou a liberação do aditivo de um convênio.

Participaram da reunião o prefeito e o vice de São Tome, Babá e Miguel Salustiano; o prefeito de Santana do Matos, Francisco de Assis Silva; o prefeito de Florânia, Sinval Salomão e o prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira, que resolveu pendências acerca da liberação de recursos para a reforma e ampliação de escolas municipais.